A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/12/2011 12:52

Rodoviária aumenta efetivo no dia 23 para atender demanda do fim de ano

Fabiano Arruda e Wendell Reis

Anúncio foi feito nesta manhã durante visita do prefeito Nelsinho Trad no local

Fluxo de passageiros deve aumentar em 40%. (Foto: João Garrigó)Fluxo de passageiros deve aumentar em 40%. (Foto: João Garrigó)

A rodoviária de Campo Grande terá novo plano a partir do dia 23 com maior número de funcionários para atender o aumento da demanda de passageiros, pelo menos 40%, gerada pelas festas de fim de ano e férias escolares.

Agentes da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) também serão acionados para monitorar o fluxo do trânsito.

As metas foram divulgadas na manhã de hoje durante visita do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) no local. Ele checou a limpeza dos banheiros e qualidade do atendimento. “Quero ver se tem algum banheiro mais limpo que este”, disse, destacando que “até banho” é possível tomar.

Nelsinho disse que pôde perceber que a rodoviária está “muito organizada com conforto e tranquilidade”.

Trad também comentou sobre críticas que a estrutura recebe em relação ao tamanho. “Todo ano falam (que a rodoviária é pequena) e todo ano a rodoviária atende”, garantiu, ressaltando que Campo Grande tem um terminal “funcional”. “As pessoas podem dizer com orgulho que têm uma rodoviária que funciona bem”, complementa.

Segundo o responsável pela supervisão, Luiz Fernando de Jesus, o contrato vigente preza pela higienização da rodoviária.

Sobre o aumento do número de funcionários, ele contou que o quadro hoje possui 61 trabalhadores e que o número deve ser elevado para 68 para atender a demanda do fim de ano.

Já as 31 empresas que operam no local apresentam até dia 10 um plano com definição para aumento da frota de veículos.

Conforme o secretário da Agência de Regulação, Marcelo Amaral, o aquecimento do fluxo de passageiros, que na mesma época de 2010 girou em torno de 25%, deve ser motivada neste ano por conta da alta na renda média do trabalhador e pelo “estrangulamento” dos aeroportos.

Consulta - Nelsinho recebeu nesta manhã integrantes da prefeitura de São José do Rio Preto (SP), que fazem intercâmbio para entender o funcionamento da rodoviária. Eles querem instalar um terminal nos mesmos moldes.

Josiley Fernandes Ribeiro destaca segurança do novo terminal.Josiley Fernandes Ribeiro destaca segurança do novo terminal.

Trad explicou que “toda a mudança gera transtorno”, mas que implantou as modificações baseado em pesquisa especializada que definiu o local mais adequado para a instalação da nova rodoviária.

Segundo o prefeito “contra números e conhecimento” é difícil ter oposição. “Antes Campo Grande era motivo de chacota por ter uma rodoviária feia”, pontuou.

Aprovação - O atendimento e a limpeza da rodoviária são destaques na opinião de Alonso Ferreira da Silva, 42 anos. Ele mora em Bataguassu e confessa nunca ter vindo ao terminal da Capital.

Professora no município de Antônio João, Vera Lúcia, diz que constantemente vem para Campo Grande. “Melhorou muito da antiga rodoviária para hoje. O banheiro é limpo e não precisa pagar para ocupá-lo. Parece que mudou até quem frequenta”, opinou.

Como prejuízo, Vera aponta a localização distante da região central. “Mas é mínimo se for comparar com todos os benefícios”, complementa.

Para Josiley Fernandes Ribeiro, 32 anos, que mora em Camapuã, a principal melhoria é o reforço na segurança que afastou “mendigos e viciados” do terminal.

“Antes vinha para a rodoviária com medo. Hoje consigo embarcar de madrugada por exemplo”, compara, pontuando que na antiga rodoviária isto não seria possível.

Orientações O gerente operacional da divisão da rodoviária, Rodrigo Fernando, orienta os passageiros com dicas simples para evitar transtornos comuns.

Segundo ele a recomendação é consultar com antecedência as empresas para buscar informações sobre viagem de menores de idades como tipo de documentação necessária.

Outra dica, segundo ele, é não “desgrudar das malas” e chegar à rodoviária sempre com antecedência.

Dados - Passaram pelo terminal rodoviário da Capital 97,3 mil pessoas no mês de outubro. O atendimento para viagens metropolitanas corresponde a 13,88%, enquanto intermunicipais equivalem a 43,14% e federais 42,98%.

A média de embarques foi de 427 por dia. A de desembarques representa 88,2 mil por mês.

No fim do ano, os principais destinos devem ser as grandes capitais, como São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (MG). No Estado o município mais procurado deve ser Corumbá.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Ficou "boa", mas na hora do embarque é tragico tumulto e filas grandes dava pra melhorar um "pouco".
 
wilke figueiredo em 02/12/2011 03:58:31
eu tambem parabeniso nova rodoviaria ficou otima , porque nao tem escada pessoa mais velhas ,deficientes ate nos com malas era dificil compra passage agora ficou pratico ,assim direitos iguais a todos nois ,entao o prefeito esta de parabens com esse trabalho dele que continua assim .
 
Maria José de Brito Santos em 02/12/2011 02:32:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions