A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/10/2011 12:19

Roubo foi organizado por presidiário que já encomendou outros 3 crimes

Paula Vitorino

Grupo roubou camionete e manteve casal refém por 4h. Veículo foi vendido no Paraguai

Otavio foi apresentado nesta manhã à imprensa. (Foto: João Garrigó)Otavio foi apresentado nesta manhã à imprensa. (Foto: João Garrigó)

O casal Jéssica Silva de Jesus, de 20 anos, e Otávio Cavalcante Sampaio, de 21 anos, e um adolescente de 16 anos estão presos pelo roubo e seqüestro de um casal no bairro Jardim Botânico I, em Campo Grande.

Dois envolvidos no seqüestro ainda estão foragidos. A suspeita da (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) é de que os outros autores também sejam menores de idade.

De acordo com o delegado da Defurv, Cláudio Martins, as informações apontam que o crime foi encomendado de dentro do presídio. O mandante seria um preso que só neste ano já foi indiciado por organizar outros três roubos na Capital.

"Geralmente essas pessoas não se conhecem e são 'escolhidas' por contatos de pessoas que tem passagens pela Polícia", diz.

O crime aconteceu na manhã de quarta-feira (26). Quatro pessoas entraram na residência, renderam o casal, ameaçando de morte e os levaram para um matagal na saída para Três Lagoas, onde permaneceram amarrados por aproximadamente 4 horas.

De acordo com o delegado, os três seqüestradores foram presos quando voltavam para Campo Grande em um ônibus de Ponta Porã, por volta das 22h de quarta-feira. A prisão foi feita por policiais rodoviários federais, que foram informados sobre o seqüestro e intensificaram as abordagens.

No ônibus, a polícia desconfiou do adolescente, que estava sem documentação e não sabia dizer para onde ia. Os policiais encontraram cerca de R$ 2 mil escondidos na cueca do menino.

Ele acabou dizendo que tinha um casal “responsável” por ele dentro do ônibus, indicando Jéssica e Otávio. Junto com os dois a Polícia encontrou mais dinheiro e um pen drive, que pertencia às vítimas.

Os autores confessaram que o dinheiro foi conseguido com a venda da camionete S-10 do casal. O veículo foi vendido em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, por R$ 5 mil. No entanto, segundo o delegado, o casal pretendia conseguir R$ 10 mil com a venda, mas devido o veículo ser a gasolina não conseguiram um alto valor.

A Polícia recuperou a maior parte dos objetos roubados da residência, com exceção de cerca de R$ 1.300 mil em dinheiro e um netbook.

Durante o seqüestro, os autores roubaram um “cofrinho” com cerca de R$ 600 e disseram para as vítimas: “Esse aqui vai só para comprar droga”.

Os três detidos foram trazidos para a Capital, na Defurv. O adolescente está internado na Unei (Unidade Educacional de Internação). Segundo a Polícia, o casal não tinha passagens policiais, mas o garoto tem uma longa ficha criminal desde quando tinha 12 anos.

Jéssica não participou do sequestro, mas segundo a Polícia, sabia do roubo e teve envolvimento na venda da camionete, além de ajudar na fuga.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions