A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

20/04/2011 16:25

Santa Casa de Campo Grande se prepara para oferecer radioterapia

Marta Ferreira

A Santa Casa de Campo Grande está sendo preparada para oferecer serviço de radioterapia, como forma de reforçar a demanda desse tipo de tratamento na cidade, historicamente problemático. O início do processo de credenciamento do hospital junto ao Ministério da Saúde para esse serviço foi autorizado pelo Conselho Municipal de Saúde em deliberação do dia 11 de abril e ainda não tem previsão de quando se encerrará.

O hospital, que já faz cirurgias oncológicas e quimioterapia, pretende se tornar Unacon (Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia) e, com isso, receber recursos do SUS (Sistema Único de Saúde) para custear os serviços oferecidos. O Ministério só aceita o credenciamento quando a instituição oferece todos os serviços relacionados ao tratamento de câncer.

Oferecer a radioterapia no maior hospital do Estado foi a alternativa encontrada pelas autoridades de saúde para amenizar o problema a baixa oferta de tratamento radioterápico que, no ano passado levaram o MPF (Ministério Público Federal) a abrir investigação sobre a oferta de tratamento, por causa da fila de doentes a espera de vaga. Muitos até desistiam de esperar e buscavam tratamento fora, como é o caso do Hospital do Câncer de Barretos.

O problema se agravou com a desativação do serviço de radioterapia mais tradicional em Campo Grande, o do Hospital Universitário, e com o impedimento alegado pelo Hospital do Câncer de ampliar seu atendimento a pacientes do SUS.

Hospital teve autorização do Conselho Municipal de Saúde para habilitar-se a fazer radioterapia pelo SUS.Hospital teve autorização do Conselho Municipal de Saúde para habilitar-se a fazer radioterapia pelo SUS.

Em novembro do ano passado, a saída encontrada foi ampliar o repasse para uma clínica particular, a Neorad. O valor do contrato da clínica com o município aumentou, então, de 70 mil para 270 mil reais mensais, um reajuste de 285%. O prazo para esse repasse ampliado venceu no dia 31 de março e o Hospital Universitário ainda não ativou o seu setor de radioterapia.

Com receio de que a fila de doentes possa aumentar, a alternativa do credenciamento começou a ser colocada em prática. A previsão é que o serviço seja terceirizado à Neorad, que vai implantar uma estrutura na Santa Casa. O secretário de Saúde de Campo Grande, Leandro Mazina, afirma que ainda não é possível saber quantos pacientes poderão ser atendidos no hospital. De acordo com ele, isso vai ser definido durante o processo de credenciamento junto ao Ministério da Saúde.

Recursos a mais-O Coordenador da Mesa Diretora do Conselho Municipal de Saúde, Sebastião de Campos Arinos Junior, afirma que além de ampliar a oferta de radioterapia na cidade, o credenciamento da Santa Casa junto ao SUS também vai significar mais recursos para a Saúde na cidade.

Hoje, ele lembra, quem banca o repasse à clínica Neorad é o município para atendimento pelo SUS. Com a estrutura que será montada na Santa Casa, o Ministério da Saúde passará a ser responsável por custear esses atendimentos.

“Vai sobrar mais dinheiro, por exemplo, para melhorar a estrutura dos nossos postos de saúde”,afirma.

HU sem prazo ainda- Quanto à reativação da radioterapia do Hospital Universário, o secretário de Saúde afirma que ainda não tem prazo determinado.

Segundo ele, a parte física está pronta, mas falta o aval do Conselho Nacional de Energia Nuclear, que precisa fazer vistoria no aparelho de radioterapia antes dele voltar a ser usado.

Dois meses após governo repassar recurso, radioterapia do HU ainda está parada
O setor de radioterapia do Hospital Universitário de Campo Grande ainda tem prazo para retomar o atendimento, suspenso há mais de 2 anos, apesar de t...
HU espera colocar radioterapia em funcionamento a partir de janeiro
Hospital vai receber repasse de R$ 217 mil do governo do EstadoA radioterapia do HU (Hospital Universitário) deve voltar a funcionar em janeiro, seg...
Governo repassa R$ 217 mil para reativar setor de radioterapia do HU
Recurso é para compra de equipamento e materiais permanentesO governo do Estadol vai repassar à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) R$...


Como pode? Se nem procedimentos bem simples o Hospital não dá conta de fazer como vai iniciar outro tipo de atendimento?
Não seria necessário antes, colocar tudo em ordem, tudo funcionando direito prá só então assumir outros tipos de atendimento?
Em pleno caos não é como dar com os burros n´agua?
Será que a população de Campo Grande merece isso?
E viva o circo!!!
 
Lucia M Cr4uz em 20/04/2011 10:39:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions