A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/03/2016 16:37

Sede de partido aliado ao PT é atacada por vândalos na Capital

Fernanda Yafusso
Placa da sede foi incendiada na madrugada dessa sexta-feira (18) (Foto Divulgação\ PCdoB)Placa da sede foi incendiada na madrugada dessa sexta-feira (18) (Foto Divulgação\ PCdoB)

A sede do partido PCdoB (Partido Comunista do Brasil) em Mato Grosso do Sul, foi atacada na noite de sexta-feira (18), segundo informou em nota o presidente regional do partido, Mario Fonseca, no início da tarde deste sábado (19).

De acordo com o presidente do partido, a placa e identificação e a fachada da casa onde funciona o comitê estadual do partido, foram parcialmente incediadas. No local, segundo o presidente, foi encontrada uma lata de refrigerante com um forte cheiro de querosene em seu interior.

A organização, divulgou em nota que "isso é parte da onda de ódio e intolerância que mobiliza setores da sociedade brasileira. Não responderemos com ódio, não deixaremos de defender soluções pacíficas e democráticas para os conflitos existentes na sociedade ".

Além disso, o presidente do partido disse que um boletim de ocorrência foi registrado para que sejam tomadas todas as medidas possíveis para que, dentro da lei, os autores sejam identificados e punidos.

"Já estávamos preocupados que poderíamos sofrer algo nesse sentido. Desconfiamos que foi uma retaliação ao ato realizado ontem, na filiada da Rede Globo na capital. Mas não podemos afirmar que esse ataque foi motivado por questões políticas", diz. 

De acordo com o boletim de ocorrência, serão analisadas as imagens das câmeras de segurança próximas ao comitê e uma perícia será realizada no local. 

Protesto – A concentração de pessoas ao lado da sede da TV Morena, afiliada da Rede Globo em Mato Grosso do Sul teve início às 16h dessa sexta-feira (18). O protesto, reuniu lideranças petistas, de partidos, sindicatos e movimentos sociais aliados, foi oficialmente “em favor da democracia e contra o golpe”, como chamam eles o processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

Toda a cúpula estadual petista participou do ato. Além do deputado federal Zeca, participaram do protesto os deputados estaduais Pedro Kemp, Cabo Almi, Amarildo Cruz, o vereador Marcos Alex, além do presidente regional do Partido dos Trabalhadores, Antônio Carlos Biffi.

Manifestações a favor do governo e da democracia aconteceram em pelo menos outros 25 estados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions