A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

09/04/2013 13:40

Sem licitação, limpeza em postos de saúde vai custar R$ 4,4 milhões

Edivaldo Bitencourt e Aline dos Santos

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) oficializou, com a publicação do contrato na edição de hoje do Diário Oficial, a contratação, em regime emergencial e sem licitação, da MegaServ. A empresa vai receber R$ 4,474 milhões para realizar a limpeza das unidades básicas de saúde por seis meses.

No extrato do contrato, publicado hoje, o secretário municipal de Saúde, Ivandro Corrêa Fonseca recorre artigo 24, IV, da Lei 8.666/93, que prevê a dispensa de licitação em caso de calamidade.

O contrato foi assinado com por Ricardo Boschetti Medeiros, que representa a empresa Marcos Antônio Marini, e terá validade de seis meses a partir da assinatura, no dia 1º de março deste ano. O município vai pagar R$ 4.474.369,86.

Um dos problemas que coloca a empresa sob suspeita, é que a capital é de apenas R$ 600 mil. 

No extrato do contrato, publicado, consta o CNPJ 012.298.661-0, que não é encontrado no site da Receita Federal.
A limpeza nas unidades de saúde causou polêmica no início deste ano. E acabou virando mais um contrato firmado por meio de emergência pelo prefeito Alcides Bernal (PP).



SERÁ QUE ESTAO EM ESTADO DE CALAMIDADE MESMO!!!? A PONTO DE DISPENSAR LICITAÇÃO!!!!!
 
RAFAEL ALVES em 09/04/2013 16:50:40
A Lei 8.666/93 prevê dispensa de licitação em caso de calamidade... o caso é pontual, mas poderia aguardar uma licitação...Isso tá cheirando a esquema isso sim.
 
Luciano Bandeira em 09/04/2013 16:16:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions