A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

24/09/2015 18:40

Servidores administrativos aprovam greve para cobrar bolsa alimentação

Ricardo Campos Jr.

Servidores administrativos da Reme (Rede Municipal de Educação) entrarão em greve a partir de segunda-feira (28) caso o município não pague os vales alimentação que, segundo a categoria, estão atrasados há quase um mês. O problema também afeta os demais funcionários públicos da Capital, que pode ter paralisações em outras áreas.

Conforme o presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais), Marcos Tabosa, o valor deveria ter sido depositado e disponibilizado aos trabalhadores via convênio Brasil Card no dia 26 de agosto, o que segundo ele não foi feito. A partir de sábado serão dois benefícios pendentes, piorando a situação do poder público perante os funcionários.

Segundo o sindicalista, a prefeitura ainda deve aos funcionários o vale de maio, que em acordo com a categoria foi parcelado em três vezes a partir de outubro.

Hoje, conforme Tabosa, os agentes comunitários de saúde e agentes de controle de endemias se reunirão em assembleia para avaliar o que farão diante do atraso. Eles também podem decidir pela greve.

Ao todo, conforme a entidade, o município tem aproximadamente seis mil servidores abrangidos pelo Sisem, dos quais dois mil correspondem aos administrativos da educação, que devem iniciar primeiro a paralisação. “A prefeitura não dialoga, não conversa e não dá uma posição”, diz Tabosa.

O prefeito Alcides Bernal (PP) diz que a Seplanfic (Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Controle) está fazendo o levantamento dos vales para depositar o valor correto, mas não deu prazos.



Não é por nada, na verdade não sei se importa ao CGNews, mas o Tabosa é presidente deste sindicato, mas o engraçado é que quem é sindicalizado não tem nem acesso ao estatuto, e o engraçado que quando o anterior prefeito estava a frente, ele vivia aplaudindo, quando o anterior prefeito estava e anunciou o parcelamento dos salários ele estava do lado batendo palma, ai o atual prefeito anunciou que manteria o parcelamento o mesmo se revoltou, pra esse cara as atitudes são diferentes para uma mesma situação, sem contar que existe foto circulando pelos celulares que o querido presidente dos servidores municipais estava militando junto aos grevistas da Solurb. Ele nada mais é do que o interesseiro em politicagem e benefício próprio. São situações que valem uma "investigação".
 
Dias em 25/09/2015 07:40:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions