ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 13º

Capital

Sindicato descarta nova greve e ônibus circulam normalmente nesta quinta

Informação veio após a página Ligados no Transporte fazer alerta sobre possível paralisação

Por Karine Alencar | 06/07/2022 18:53
Presidente do sindicato dos trabalhadores, Demétrio Freitas, em frente a uma das garagens de ônibus da Capital (Foto: Henrique Kawaminami)
Presidente do sindicato dos trabalhadores, Demétrio Freitas, em frente a uma das garagens de ônibus da Capital (Foto: Henrique Kawaminami)

O presidente do STTCU (Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande), Demétrio Freitas, descartou a possibilidade de uma nova greve para esta quinta-feira (7). A informação veio a pós a página Ligados no Transporte, fazer um alerta sobre possível paralisação marcada pelos colaboradores.

Ao Campo Grande News, o sindicalista enfatizou que a medida só seria adotada, caso o pagamento não fosse realizado conforme o combinado, mas que não haverá necessidade. "A empresa pagou tudo certo, recebemos hoje e estávamos prevendo uma paralisação caso isso não acontecesse", disse.

Demétrio acredita que com os incentivos firmados entre prefeitura e Estado, ao Consórcio Gauicurus, não haverá mais necessidade de novas paralisações. "Acho que não teremos mais esses problemas. Caso a gente tiver de fazer, não será como da outra vez, que fomos parar na justiça. Será tudo legal, publicaremos edital e avisaremos", assegurou.

Publicação feita na tarde desta quarta-feira pela página Ligados no Transporte (Foto: Reprodução)
Publicação feita na tarde desta quarta-feira pela página Ligados no Transporte (Foto: Reprodução)

A publicação deixou alguns usuários do transporte público em desespero. Em mensagens encaminhadas ao Campo Grande News, os leitores relataram a preocupação quanto a falta de ônibus para se locomoverem.

Última greve - A decisão da paralisação de terça-feira (21) foi tomada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo em protesto contra falta de pagamento dos funcionários do Consórcio Guaicurus.

A ação foi feita sem aviso, resultou em um efeito cascata de transtornos. Milhares de trabalhadores amargaram espera nos pontos de ônibus espalhados pela Capital e chegaram atrasados nos empregos. Diante da falta de transporte público o preço dos aplicativos também foi parar nas alturas.

Fim da paralisação - Após reunião realizada na noite de terça-feira (21), entre o STTCU (Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande), Consórcio Guaicurus e a Justiça do Trabalho, os ônibus voltaram a circular na quarta-feira (22).

Nos siga no Google Notícias