A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

08/07/2014 17:05

Surpresos, bombeiros acompanham jogo à espera de ocorrências

Ludyney Moura e Kleber Clajus
Surpresos, bombeiros acompanham jogo à espera de ocorrências
De prontidão, bombeiros acompanham incrédulos o primeiro tempo da partida do Brasil. (Foto: Marcelo Calazans) De prontidão, bombeiros acompanham incrédulos o primeiro tempo da partida do Brasil. (Foto: Marcelo Calazans)

O primeiro tempo desastroso do jogo do Brasil contra a Alemanha, pelo menos foi de tranquilidade para o primeiro grupamento do Corpo de Bombeiros Militar da Capital, na avenida Costa e Silva, próximo ao terminal Morenão.

Pelo menos 10 militares acompanham o jogo no local, duas mulheres e oito homens. Apesar da audiência da partida, os bombeiros estão preparados para sair para a rua, mas até o fim do primeiro tempo não havia registro de ocorrência.

No início da partida, a cabo Cláudia Ferreira, 38 anos, chegou a dizer estaria “começando os 90 minutos de agonia”, o que foi se confirmando com andamento do jogo. Este é terceiro plantão dela em dia de jogo do Brasil. Hoje a cabo está escalada para fazer atendimento na ambulância dos bombeiros.

De forma positiva o sargento Marcos Dias, 48 anos, acreditava em um jogo difícil para o Brasil, mas não imaginava o 5x0 no placar. Em diversos momentos ele exclamava “haja coração”. “Parece que os jogadores não conseguem pegar a bola”, criticou Marcos, além de lembrar dos erros do atacante Hulk, que joga no Zenit da Rússia.

O sargento Manuel Nunes Noia, 48 anos, chegou até a brincar que era melhor trocar de canal para ver se aquele jogo era verdade. Ele acredita que agora no 2º tempo o Brasil possa virar, mas de lado no campo.

Já o sub-tenente João Moraes Benitez, 57, no terceiro gol alemão lembrou do bolão que tinham feito antes da partida. A essa altura a aposta já tinha “ido para o espaço”. “Agora só um sorteio vai definir o destinho do dinheiro”, defendeu.

No quarto gol da Alemanha, até mesmo o motorista da reportagem do Campo Grande News e dois outros militares abandonaram a audiência da partida. Os bombeiros agora esperam que pelo menos o dia de ocorrências termine tranquilo, porque o jogo está difícil. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions