A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

28/01/2018 08:01

Suspeito de golpe em MS e SP, homem é preso em carro cheio de notas fiscais

Polícia encontrou diversas notas fiscais em nomes de outras pessoas e eletrônicos e eletrodomésticos novos na casa dele.

Anahi Gurgel
Geladeira apreendida na residência de homem, no Bairro Marcos Roberto, foi encaminhada à Depac Piratininga. (Foto: André Bittar)Geladeira apreendida na residência de homem, no Bairro Marcos Roberto, foi encaminhada à Depac Piratininga. (Foto: André Bittar)

Júnior Murier dos Santos, de 31 anos, foi preso na noite deste sábado (27), em Campo Grande, suspeito de participar de um esquema de estelionato nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. O flagrante foi resultado de ostensiva da Polícia Militar e do GOI (Grupo de Operações e Investigações) no Bairro Marcos Roberto, onde o homem foi abordado em um veículo locado no Aeroporto de Guarulhos, que não havia sido “devolvido” à empresa.

A operação aconteceu por volta das 19h35, na Rua Bom Sucesso. Policiais abordaram Júnior conduzindo um Renault Duster, com placas de Belo Horizonte, e constataram que havia registro de apropriação indébita feito pela locadora de veículos.

“Alguem locou o carro e não devolveu à empresa localizada em Guarulhos. No carro, foram encontradas diversas notas fiscais em nome de outras pessoas, boletos bancários e documentos de compra em lojas de Campo Grande", detalha o delegado Rodrigo Camapum, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.

As equipes foram até a residência do rapaz, onde ele morava com a namorada, na Rua Mercedes Maya, e encontraram eletrônicos e eletrodomésticos novos, como HD externo, notebook, impressora e uma geladeira. Alguns equipamentos estavam ainda na caixa, como é o caso de uma televisão de 50 polegadas.

“O GOI entrou em contato com algumas pessoas identificadas nas notas fiscais e elas disseram que jamais haviam feito compras nas lojas citadas. Um homem, inclusive, é morador de Dourados”, disse Camapum.

O rapaz justifica que as notas estavam em nome de outras pessoas porque ele comprava os produtos em uma espécie de revenda, o que reforça a suspeita da fraude na aquisição, segundo a polícia.

A locação da SUV também não estava no nome dele. Aos policiais, ele informou que o carro era de seu pai e que teria pego o carro em uma negociação comercial.

A namorada informou à polícia que ainda que por diversas vezes "flagrou" Júnior e um comparsa, identificado como Thales, manipulando documentos de terceiros, mas ele não passava nenhuma informação ao ser indagado. 

Também foram encontrados programas de computador com montagens em Corel Draw de RGs e até mesmo assinaturas escritas a mão e reproduzidas em aplicativos de edição. 

“Iremos investigar o caso para comprovar se há estelionato. O problema é que esses suspeitos inventam tantas histórias, enrolam tanto, que podemos ouvir mais de 30 pessoas e ainda assim não entender o que de fato acontece”, avalia.

O homem foi encaminhado à na Depac Piratininga e vai responder por crime de receptação. O veículo encontra-se no pátio da Defurv.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions