ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Temporal de sábado destelhou casa no Jardim Marabá

Casa onde Maristela mora com a mãe, filho, nora e neto de um mês teve três cômodos destelhados

Por Mirian Machado | 15/05/2022 21:16

As rajadas de ventos de até 80 km/h durante a tempestade de sábado (14) causaram queda de árvores sobre a rede elétrica, rompimentos de cabos e destelhamentos.

Um dos destelhamentos aconteceu na Ceasa/MS (Centrais de Abastecimento de Mato Grosso do Sul), onde parte da cobertura do pavilhão do imóvel desabou com o vento. Já outro caso foi registrado no Jardim Marabá, quando a doméstica Maristela Joana de Souza, de 51 anos, teve telhas de três cômodos da casa arrancados pela tempestade, conforme vídeo que ela mesma divulgou.

No vídeo acima, ela mostra como a casa ficou, vários móveis, roupas, camas molhadas. Vários pedaços de telha dentro e fora da residência.

Ao Campo Grande News, Maristela contou que estava na casa com a nora, o neto de 1 mês e meio e a mãe de 73 anos, quando a chuva começou.

“Eu estava falando com a minha filha no telefone e desliguei porque havia muito trovão e raio. Minha nora veio até meu quarto e disse que estava com medo. Foi o tempo de ela sair do quarto dela e ele foi destelhado”, contou.

Neste momento Maristela abraçou a nora e o neto, quando percebeu que as telhas do quarto de sua mãe também estavam sendo levadas pelo vento. “Eu gritava para ela se esconder debaixo da mesa, mas ela não ouvia, então fui até lá e encontrei ela toda molhada tremendo de frio”, disse.

Assim que o filho chegou do serviço e a tempestade parou, a família toda dormiu em duas camas do único quarto que ficou inteiro.

“Eu nem consegui dormi. Fiquei muito assustada. Estou recém-operada, não consegui fazer muita coisa, corri lá fora e desliguei o padrão com medo de dar curto, mas graças à Deus, não feriu ninguém”, afirma.

Ainda segundo a doméstica, após o vídeo que fez ter circulado as redes sociais ela já conseguiu recuperar o telhado com ajuda de doações.

A nora foi para a casa da mãe dela com o bebê. E a idosa dorme em um colchão doado por outros moradores, porém a família ainda precisa de ajuda para repor os móveis que perderam como os guarda-roupas, colchões e roupas que molharam.

Para quem quiser ajuda, pode entrar em contato com a Maristela pelo celular 99138-6832.

Nos siga no Google Notícias