ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 29º

Capital

TJ nega habeas corpus a envolvido em assassinato no Estrela do Sul

Por Nadyenka Castro | 15/03/2012 15:22

Douglas Silva Fonseca, 21 anos, está preso desde o fim do agosto do ano passado. O crime aconteceu no dia 16 de julho

Douglas está preso desde o fim de agosto. TJ negou habeas corpus. (Foto: Simão Nogueira)
Douglas está preso desde o fim de agosto. TJ negou habeas corpus. (Foto: Simão Nogueira)

O TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou habeas corpus a Douglas Silva Fonseca, 21 anos, conhecido como ‘Macaco’, preso desde o fim de agosto do ano passado por envolvimento na morte de Lenonn Medeiros Campos, 19 anos.

Lenonn foi morto com cinco tiros no dia 16 de no bairro Estrela do Sul, em Campo Grande. A liberdade a Douglas foi negada por unanimidade pelos desembargadores da 2ª Turma Criminal. Outro envolvido no crime, Leandro Barbosa Vareiro, de 22 anos, foi preso no início deste mês.

Ferido pelos tiros, Lenonn disse à testemunhas que os disparos tinham sido feitos por Douglas. Com base nesta informação, policiais prenderam Douglas seis dias depois. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38.

Douglas foi então autuado por porte ilegal de arma de fogo, mas a Justiça mandou solta-lo, alegando que não havia provas suficientes do envolvimento dele no homicídio de Lenonn.

Um mês depois, Douglas voltou a ser preso e está na cadeia desde então. É que a perícia feita no revólver apreendido com ele comprovou que os tiros que mataram Lenonn saíram da arma.

O comparsa dele, Leandro foi preso no início deste mês e confessou que foi ele quem atirou em Lenonn. Ele justificou o crime alegando que a vítima já havia tentado matá-lo.

Porém, a versão foi rebatida pela Polícia. Conforme o delegado Weber Luciano Medeiros, responsável pela investigação, o crime foi motivado por ciúme. A vítima teve um relacionamento amoroso com atual esposa do de Leandro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário