A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

07/03/2013 17:39

Universitário é indiciado por furto em confusão na Duque de Caxias

Nadyenka Castro e Viviane Oliveira
Delegado mostra momento em que um grupo depena o veículo. (Foto: Vanderlei Aparecido)Delegado mostra momento em que um grupo depena o veículo. (Foto: Vanderlei Aparecido)
Carro foi incendiado depois de ser depenado e tombado. (Foto: Pedro Peralta)Carro foi incendiado depois de ser depenado e tombado. (Foto: Pedro Peralta)

O estudante de Medicina Veterinária Carlos Natan da Silva Gonçalves, 19 anos, foi indiciado pelo crime de furto qualificado, por ter levado a bateria do Gol incendiado na madrugada de domingo no mirante do Aeroporto Internacional de Campo Grande, na avenida Duque de Caxias.

De acordo com o delegado Valmir de Moura Fé, responsável pela investigação, Carlos foi identificado pelas imagens de controle do tráfego da via e confessou o furto. A Polícia Civil chegou até o universitário porque o carro dele, um Fiat Uno, foi filmado pelas câmeras. O rapaz confessou o crime.

O acadêmico não foi indiciado por outros crimes, pelo menos por enquanto, porque foi verificado que ele não se envolveu na confusão. Segundo o delegado, Carlos Natan chegou ao local com mais dois amigos quando o carro já estava depenado. Ele aproveitou a situação e pegou a bateria, que foi encontrada na casa dele.

Carlos e os dois amigos prestaram depoimento nesta tarde. Os outros dois rapazes não têm envolvimento no caso. Cinco pessoas já foram ouvidas pela Polícia: as duas vítimas e os três rapazes.

Agora, a Polícia Civil quer identificar mais pessoas que furtaram objetos do Gol, o tombaram e colocaram fogo. Imagens mostram pessoas pulando em cima do veículo e ingerindo bebida alcoólica. 

Natan é morador na região do aeroporto. O dono do Gol, Roger Luiz Lopes Figueiredo, de 20 anos, mora na Coophavilla. O carro era avaliado em R$ 8 mil, não tinha seguro e era equipado com aparelhagem de som. O prejuízo estimado é de R$ 13 mil.

Roger disse à Polícia Civil que havia saído de uma festa e foi com um amigo de 17 anos para o mirante. Lá, o som do carro foi ligado em volume alto. Foi aí que a confusão começou.

Na versão de Roger à Polícia, como a aparelhagem de som do veículo era potente e ele e o amigo não são da região, quem estava lá se sentiu incomodado. Cerca de 10 pessoas passaram a olhar feio para os amigos, Roger foi agredido, revidou e a briga começou.

Em desvantagem, os dois amigos relataram à Polícia que saíram correndo, atravessaram a Duque de Caxias e se esconderam em um matagal do outro lado da rua. De longe, eles viram o veículo sendo depenado. Os agressores retiraram o aparelho de som, bateria, estepe e uma roda. Depois, viraram o Gol de cabeça para baixo.

Ainda conforme registro policial, testemunhas disseram que enquanto os rapazes depenavam o veículo, ameaçavam de morte o dono do carro. Segundo testemunhas, uma equipe da Polícia Militar chegou a aparecer no local quando o carro ainda estava tombado, mas ao virarem as costas, o grupo colocou fogo no veículo.

Os amigos foram embora para casa de táxi, antes do incêndio, e mais tarde souberam que o veículo havia sido destruído pelo fogo.



Sou contra qualquer tipo de baderna , mas ele por certo se sentia o cara , com o direito de perturbar todo mundo. bem feito !.
 
marco antonio de oliveira em 08/03/2013 10:42:16
Faço das palavras do Érico as minhas, realmente, 4:30 horas e esses "playba" com som alto foi a punição, claro que nada justifica o vandalismo, mas que sirva de lição.
 
Julio Martini em 08/03/2013 10:20:57
Dois tipos de IDIOTAS, um que chega e quer ser o bonzão, e outro que arrebenta o bem alheio. É triste para os dois lados. E muito bom o comentário do Adilson.
 
Lincoln Cortez em 08/03/2013 10:07:20
Acredito que o povo quer viver assim sem limites,sem lei.Quando a policia aparece olham com a cara feia,policia criticada,mal falada.Policia Militar presença que incomoda,falta sentida.Só não se esqueçam que na falta da Ordem a Desordem é a regra.
 
edmur Penedo em 08/03/2013 10:06:08
...se estivessem na igreja nesse horário (católica, Assembleia de Deus, Batista, Presbiteriana etc. não importa qual) nada disso teria acontecido. É, ou não é?! Como diria um certo pastor evangélico...
 
Adilson De La Penha Costa em 07/03/2013 20:06:53
Acha que é bonito incomodar os outros com som alto? É uma punição para aprender, porém nada justifica os incomodados a depenar e atear fogo no carro do mala.
 
Érico Correa em 07/03/2013 20:03:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions