A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/01/2015 10:52

Vândalos picham topo de prédio de 10 andares no "coração" da Capital

Alan Diógenes
Pichadores ficaram mais audaciosos e picham até o topo dos prédios na Capital. (Foto: Alcides Neto)Pichadores ficaram mais audaciosos e picham até o topo dos prédios na Capital. (Foto: Alcides Neto)

Nem a altura elevada impede que vândalos escalem edifícios de Campo Grande para pichar. As pichações mais conhecidas, por estarem no Centro da Capital, estão localizadas no topo do edifício comercial Executive Center de 10 andares, localizado na Avenida Afonso Pena, entre as Ruas 14 de Julho e Calógeras.

Conforme a vendedora de uma empresa de empréstimos consignados, que fica no térreo do edifício disse que as pichações foram feitas há um ano atrás. “Na época os policiais até prenderam uns rapazes que estavam pichando pelo centro, mas eles não estavam envolvidos com a pichação do edifício”, comentou.

Já o recepcionista Luiz Galvão, 43 anos, que também trabalha no prédio, contou que os pichadores tem acesso ao topo do imóvel através da escada de emergência. “Acredito que falta um controle maior por parte da portaria do prédio, por que ela fecha as 18h, mas aqui entra quem quer. O que acontece, os pichadores entram, sobem as escadas e picham durante o começo da noite. Eles são tão rápidos que ninguém consegue ver”, explicou.

Para a empregada doméstica Maria do Socorro, 65, as pichações deveriam ser combatidas por que oferecem risco aos praticantes. “Isso deveria acabar, por que se não alguém ainda irá morrer, como aconteceu em São Paulo, quando dois jovens despencaram de um edifício. É um absurdo por que eles passam de todos os limites”, destacou.

Ela acredita que deveria haver mais fiscalização por parte dos órgãos de segurança. “Eles colocaram um monte de policiais militares e guardas municipais no Centro, mas não o que elas fazem que não enxergam o pessoal pichando. Acho que deveriam reforçar o efetivo”, mencionou Maria.

Revoltado com a ação, o comerciante José Paulo, 45, que trabalha em frente ao edifício, mandou um recado para os pichadores. “Esses desenhos deixa nosso comércio mais feio. Esses vândalos deveriam pichar o que é deles, não o que é dos outros. O engraçado é que a prefeitura não aceita propagandas nas fachadas das lojas, mas parece que aceita as pichações”, finalizou.

Maria disse que vândalos já passaram de todos os limites. (Foto: Alcides Neto)Maria disse que vândalos já passaram de todos os limites. (Foto: Alcides Neto)
José falou que ação deveria ser coibida pela prefeitura. (Foto: Alcides Neto) José falou que ação deveria ser coibida pela prefeitura. (Foto: Alcides Neto)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions