A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/10/2014 13:42

Vereador Ayrton Araújo é preso suspeito de boca de urna

Caroline Maldonado e Aliny Mary Dias
Vereador (à esquerda) chegou à sede da Polícia Federal com outro suspeito de boca de urna (Foto: Marcos Ermínio)Vereador (à esquerda) chegou à sede da Polícia Federal com outro suspeito de boca de urna (Foto: Marcos Ermínio)

Suspeito de praticar boca de urna, o vereador Ayrton Araújo foi levado agora há pouco para a sede da Polícia Federal. O vereador chegou em carro da Polícia Militar com outro suspeito. O advogado do PT (Partido dos Trabalhadores), João Gonçalves, já o aguardava no local.

Ayrton foi denunciado por Inácio Cavanha, da coligação “Novo Tempo”. Ele afirma que o vereador e outras duas pessoas estavam, desde as 8h, em frente a Escola José Barbosa Rodrigues, no bairro Universitário, conversando e abraçando eleitores que chegavam para votar.

Segundo Inácio, a situação se repetiu no início desta tarde, quando foi acionada a polícia. Ayrton nega as acusações e diz que “vão ter que provar o que estão dizendo”.

O advogado de Ayrton rebate as acusações e afirma que Cavanha estava fazendo boca de urna no local, inclusive usando bottons. João disse que não há provas contra Ayrton e fará contra representação acusando o denunciante.

No início do mês passado, o vereador se envolveu em acidente no bairro Coophavila II, que causou a morte da motociclista Célia Abud Almoreno, 35 anos. O vereador não prestou socorro, passou mal, foi encaminhado para UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Universitário e se apresentou duas horas depois na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). Conforme o registro policial, Ayrton conduzia um Celta na Rua Nasri Siufi, quando invadiu a pista contrária. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions