A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/11/2014 12:28

Vereadores cobram instalação de câmeras no Centro que pode ocorrer até dezembro

Caroline Maldonado e Kleber Clajus
Vereadores criticam demora para instalação de câmeras no Centro da Capital (Foto: Kleber Clajus)Vereadores criticam demora para instalação de câmeras no Centro da Capital (Foto: Kleber Clajus)

A instalação de câmeras de segurança no Centro de Campo Grande pode ocorrer até o dia 26 de dezembro, segundo o vereador Otávio Trad (PT do B), que criticou a burocracia para a execução do projeto que se arrasta desde 2011, durante sessão na Câmara Municipal na manhã desta quinta-feira (20).

A primeira licitação foi lançada em maio do ano passado. No entanto, o procedimento foi suspenso após questionamentos das empresas participantes. Denúncias também foram feitas à Justiça e ao TCE (Tribunal de Contas do Estado), que interrompeu a licitação.

Para não perder a verba, a Prefeitura teve que pedir prorrogação de prazo no ano passado. Agora, o prazo para utilizar o recurso vai até dezembro, quando a gestão municipal deve fazer prestação de contas ao Ministério da Justiça. “Corremos o risco de ter que devolver verba federal e passar uma verdadeira vergonha nacional por conta disso. Essa demora de colocar em prática o projeto que já tem recurso é um verdadeiro descaso com o dinheiro público”, criticou Otávio Trad.

O vereador Elizeu Dionísio (SD) também expressou preocupação com relação ao atraso, diante de ocorrências como “arrastões”, que ocorrem na cidade cada dia com mais frequência. Ele questionou o que realmente travou a aplicação do recurso, se falta de competência ou de vontade política. “Temos um executivo inerte e alienado a essa questão [da violência]”, reclamou Eliseu.

A cobrança para que esse projeto seja implantado no município por parte de empresários há anos, foi defendida ainda pelo vereador Eduardo Romero (PT do B). Já o vereador João Rocha (PSDB) disse que “as dificuldades pelas quais a prefeitura passa, em especial financeira, podem ter contribuído na demora, mas que isso deve ser corrigido”.

É prevista a colocação das câmeras em pontos com maiores índices de criminalidade, como cruzamento da Afonso Pena com a 14 de Julho, rua 15 de Novembro e entorno do Camelódromo e Feira Central.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions