A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

19/10/2008 15:52

Carteiros ainda consideram possibilidade de greve

Redação

Mesmo com conquistas salariais, os trabalhadores dos Correios de Mato Grosso do Sul não descartam a possibilidade de greve. Um no acordo coletivo para 2008 e 2009 desvinculou das reivindicações salariais das do plano de cargos e carreiras (PCC), o que permitiu que as negociações avançassem em termos salariais. Porém, a categoria não abre mão de um PCC negociado bilateralmente. 

"Agora, fechado o acordo coletivo, vamos voltar à mesa de negociação para debatermos a questão do plano de cargos, carreiras. Nós aprovamos o acordo coletivo, mas o estado de greve está mantido por conta do PCC", afirma o secretário-geral do Sintect-MS, Emídio Gonçalves Alves.

De acordo ele, a proposta aceita foi considerara "razoável" por garantir a reposição da inflação nos salários, bem como reajuste dos benefícios garantidos para a categoria, como ticket-alimentação, vale cesta-básica, auxílio-creche e a implantação imediata da licença-maternidade de seis meses.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions