ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Ceará ganha mais dois semáforos para diminuir acidentes

Por Redação | 01/07/2009 14:18

Dentro de mais dez dias, entrarão em operação mais dois semáforos na rua Ceará. Um vai ser instalado altura da rua 15 de Novembro e o outro em frente à Escola Estadual Hercules Maymone.

Segundo o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade, a intenção é permitir, a quem trafega na Ceará, que faça conversão à esquerda entrando na 15 de Novembro.

"Nosso objetivo também é diminuir o número de acidentes que acontecem naquele local, além de reduzir a velocidade de quem dirige pela Ceará", acrescenta Rudel, lembrando que será um semáforo de três tempos.

Em frente ao Hércules Maymone foi necessária a instalação de semáforos, pois um terminal de ônibus foi construído na via. Haverá sinalização semafórica tanto para os coletivos quanto os carros. O sistema no local será composto por um semáforo controlado por pedestres, para ser operado pelos alunos da escola, explica a engenheira Fabíola Teixeira.

Mais equipamentos - Rudel Trindade lembrou que será instalado um radar na Ceará e outro semáforo no cruzamento com a rua Pernambuco. "O radar vai ficar embaixo do viaduto e ajudará a reduzir a velocidade dos veículos e também a organizar o transito", acrescenta.

Quanto ao semáforo da Pernambuco, segundo Rudel, isso vai permitir que o motorista que vai em direção ao córrego Sóter tenha uma alternativa de percurso. "O que vai diminuir, um pouco, o movimento na avenida Mato Grosso", prevê.

Outra alteração que deve entrar em vigor dentro em breve na rua Ceará é a proibição de do estacionamento. Conforme Rudel, a Agetran está aguardando somente a entrega das placas para iniciar a proibição.

Testemunhas - O produtor rural José Sagmeister, de 66 anos, mora em um condomínio próximo à esquina da rua Ceará com a 15 de Novembro, e diz que já perdeu as contas da quantidades de acidentes que viu no local. "Só um acidente na semana passada envolveu cinco carros", conta.

Para ele, o problema é que os motoristas não respeitam a sinalização. Apesar da placa fixada em um poste na esquina das ruas, indicando que a conversão é proibida à esquerda, muitos motoristas fazem essa manobra.

O taxista Gabriel Valente, de 49 anos, conta que foi justamente essa prática que deu prejuízo a um colega de seu ponto de táxi, há alguns meses. "Ele vinha descendo pela Ceará e o motorista entrou à esquerda, o que é proibido", lembra.

Gabriel avalia que o semáforo deverá diminuir o número de acidentes no local.

Alerta