A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/10/2015 12:22

Com 102 casos confirmados, morre mais um paciente com leishmaniose

Viviane Oliveira

Morreu na segunda-feira (19), um homem de 39 anos que estava internado no Hospital Universitário com leishmaniose. Conforme a assessoria de imprensa da unidade, a vítima morava em Campo Grande e foi internada no dia 8 deste mês. O caso ainda está em análise na SES (Secretária de Estado de Saúde). 

Conforme o órgão, de janeiro até segunda-feira (20), foram 181 casos confirmados e 8 mortes. Os óbitos foram em Campo Grande (2), Corumbá (4), Jardim (1) e Ladário (1). Em 2014, foram 181 casos com 11 mortes registradas em Aquidauana (1), Campo Grande (6), Corumbá (3) e São Gabriel do Oeste (1).

Em julho, um estudo mostrou que Campo Grande, com 55 casos, estava entre as quatro cidades do país com maior número de casos de leishmaniose em humanos. O índice considerado preocupante foi revelado na palestra do doutor em ciência animal, Francisco Anilton Araújo realizada na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) durante a Semana Nacional de Combate a Leishmaniose Visceral.

O doutor lembrou que e doença é transmitida através do “mosquito palha”, é grave, não tem cura (apenas controle por medicamentos) e pode levar à morte. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions