A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/11/2013 10:39

Corpo de policial militar morto em Rondônia chega hoje à noite na Capital

Aliny Mary Dias
Área de conflito em Rondônia. (Foto: Alerta Notícias)Área de conflito em Rondônia. (Foto: Alerta Notícias)

Está marcada para as 19 horas de hoje (15) a chegada do corpo do policial militar sul-mato-grossense Luiz Pedro de Souza dos Santos, morto ontem no distrito de Rio Pardo em Rondônia durante confronto da Força Nacional com invasores de uma área ambiental.

O corpo do militar será transportado em um avião do Corpo de Bombeiros de Rondônia até a Base Aérea de Campo Grande. De lá, a princípio, o corpo de Luiz seguirá para a capela da Pax Real localizada na Avenida Bandeirantes na Capital.

No entanto, os planos do velório podem mudar já que o comandante-geral da PM, coronel Carlos Alberto David irá se reunir na tarde de hoje com o comando do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e o comando do Batalhão de choque para definir os detalhes do velório.

David afirmou ao Campo Grande News que o comandante da Polícia Militar de Rondônia se comprometeu a enviar um relato documental sobre os detalhes da operação que matou o policial.

“Eles estão levantando esses detalhes desde ontem à tarde quando me ligaram informando da morte. O acesso ao local é complicado e isso dificulta um pouco esse levantamento”, explica o coronel.

Confronto – O policial de 33 anos foi alvejado com um tiro na altura do ombro. Ele morreu no local. De acordo com o coronel Enedi, da Polícia Militar de Rondônia, a morte ocorreu durante um confronto entre os policiais da Força Nacional e 300 moradores da região.

Luiz Pedro chegou a ser socorrido pelos colegas da Força Nacional, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos.

Ao todo, 146 homens da Força Nacional participavam da operação que tem objetivo de dar início a desocupação da Floresta Nacional de Bom Sucesso. A estimativa do Ministério do Meio Ambiente é que cerca de 200 pessoas ocupem ilegalmente a área.

Ontem, o comandante da Policia Militar de Buritis/RO, deu entrevista sobre o confronto. Veja o vídeo.

Ministra do Meio Ambiente considera "inaceitável" morte de policial de MS
A morte do policial militar Pedro Luiz Souza Gomes que saiu de Mato Grosso do Sul para atuar na Força Nacional em Rondônia foi classificada como “lam...
PM lamenta morte de policial de MS a serviço da Força Nacional em Rondônia
O Comando-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul emitiu nota oficial lamentando a morte do aluno a cabo PM Luis Pedro de Souza dos Santos, 33...


Que vergonha! O PM é morto lá em Rondônia e os próprios Policiais que estavam com ele na missão tiveram que fazer vaquinha pra trazer o corpo pro estado MS. Isso quem teria que bancar seria GOVERNO FEDERAL, pois o PM estava na Força Nacional. É muito fácil os governantes montarem uma tropa Nacional ou qualquer que seja, mas nenhum governante vai lá combater. Isso eu vejo como um jogo de xadrez.Sem falar que se fosse um DROGADO, um FUNKEIRO, uma CELEBRIDADE, já estava lá os DIREITOS HUMANOS e o escambau , querendo justiça.Cadê as emissoras defendendo o Policial? Fazendo toda aquela puxação de saco que fazem? Mas claro que não, foi só um mero Policial que morreu, dane-se né?
 
Pafoncio da Fonseca em 16/11/2013 13:22:10
Fica o pesar pela morte do profissional de segurança. Mas fica ainda, a sensação de que as autoridades políticas do pais deixam as coisas para a última hora, não agem com prevenção. Resta isso aí, confronto, morte, prejuízos de toda sorte. Autoridades, vamos ser mais responsáveis.
 
Cléber Córdoba em 15/11/2013 16:11:56
A dor da sociedade, corporação de policiais e da família,ante a perda do amigo Luiz Pedro no distrito de Buritis,Rondônia, é a mesma quando da perda do amigo Oziel Gabriel da aldeia Buriti, Sidrolândia-ms,em uma mesma situação. Pêsames!
 
samuel gomes-campo grande ms em 15/11/2013 15:45:10
Asfalto inacabado, obra que não acaba, falar mau da PM e Bombeiros são centenas de comentários, morte de policial cumprindo seu dever longe de casa, a omissa mídia em rede nacional não noticia, este é o povo brasileiro! DEUS é maior!
 
alessandro oliveira em 15/11/2013 14:06:51
Eu queria ver a movimentação que seria se um policial tivesse matado um "trabalhador sem terra", um índio ou algum bandido. Com certeza apareceria um milhão de manifestações desses tais DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS. No Brasil o policial não é visto como um ser humano. Quando é um policial que perde a vida no cumprimento do dever não tem tem nenhuma criatura que apareça em sua defesa!! Então policiais não tem direitos? Eles só obrigação de defender os cidadãos, que na maioria das vezes nem dão nenhum valor ao sacrífico de quem arrisca e perda vida em defesa da ordem? Dá vergonha ver esse tipo de noticia. Dá vergonha de ser brasileira e isso é triste.
 
Magda Correa em 15/11/2013 11:22:04
Meus sinceros sentimentos, aos familiares desse nobre policial, que veio a óbito no exercício da sua profissão.
 
Neyde de Oliveira em 15/11/2013 11:12:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions