A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/07/2016 16:21

Depois de protestos durante a manhã, sem-terra liberam tráfego em BRs

Fernanda Yafusso
Trechos foram liberados no começa da tarde pelos manifestantes, segundo a PRF (Foto Fernando Antunes)Trechos foram liberados no começa da tarde pelos manifestantes, segundo a PRF (Foto Fernando Antunes)

Dois trechos das rodovias federais que ainda estavam interditadas desde a manhã desta quarta-feira (27), por manifestantes integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), começaram a ser liberadas no começo da tarde. Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), as BRs 267 e 163 já estão livres para o tráfego de veículos.

A PRF informou que, no km 136 da BR-267, em Nova Andradina, o trecho foi liberado totalmente às 13 horas e com previsão de término das filas após uma hora. Já no km 104 da BR-163, em Naviraí, houve uma liberação para o tráfego de veículos às 14h30, de forma intercalada para cada sentido da via, a cada 15 minutos.

Já a BR-262 no km 371, em Terenos, e em Ribas do Rio Pardo, foi liberada por volta das 11h. Os manifestantes também deixaram o km 7 da BR-463 em Dourados, no mesmo horário.

Protestos - Afirmando que a democracia está seriamente ameaçada e a perda dos direitos da classe trabalhadora começa a se tornar realidade, dez grupos sem terra se uniram nesta manhã (27) e bloquearam cinco trechos de rodovias federais de Mato Grosso do Sul.

Em nota expedida pelos movimentos, eles afirmam que o principal ponto reivindicado é a reforma agrária popular. Para eles, isso não é apenas uma redistribuição de terras, mas um processo amplo que passa pelo campo político, social, técnico e econômico.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions