A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/06/2016 17:36

Emendas garantem R$ 36 milhões aos 79 municípios e mais de 600 entidades

Michel Faustino
Presidente da Assembleia, deputado Junior Mochi (esquerda) e o governador Reinaldo Azambuja durante solenidade assinatura de liberação de emendas. (Foto: Fernando Antunes)Presidente da Assembleia, deputado Junior Mochi (esquerda) e o governador Reinaldo Azambuja durante solenidade assinatura de liberação de emendas. (Foto: Fernando Antunes)

O governo do Estado e a Assembleia Legislativa oficializaram na tarde desta quinta-feira (16), em solenidade no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, no Parque dos Poderes, a liberação de R$ 36 milhões em emendas parlamentares destinadas a aproximadamente 600 entidades do chamado terceiro setor e aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Neste ano, as indicações foram estendidas para as áreas de agricultura familiar, segurança e cultura.

De acordo com o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), este ano, foram feitas aproximadamente 1,2 mil indicações para atender 600 entidades assistenciais, bem como para os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. “É importante que esse aporte chegue para os municípios e as entidades, pois possibilita a pulverização nos atendimentos. Muitas vezes, no caso das entidades, elas cobrem a lacuna deixada pelo Poder Público”, disse.

Azambuja destacou que, nos últimos dois anos, foi possível praticamente dobrar o valor das emendas, saindo de R$ 800 mil para R$ 1,5 milhão. Ano passado, o Estado atendeu 599 indicações, beneficiando 283 entidades e os 79 municípios.

“Vivemos um momento de muita dificuldade, mas com planejamento e sendo criativos conseguimos manter esse aporte. Mostra que existe vontade política, não somente por parte do governo, mas também por parte dos deputados que entenderam a situação e pactuaram com esse montante que vai beneficiar milhares de sul-mato-grossenses”, comenta.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Junior Mochi (PMDB), destacou que a garantia do repasse é devido a parceria com o governo do Estado e o empenho de cada parlamentar para atender as prefeituras e as entidades assistenciais.

Segundo o parlamentar, as verbas serão liberadas até o dia 2 de julho para as prefeituras, por conta da legislação eleitoral. Já para as entidades filantrópicas, até o final do ano, de acordo com a conclusão dos procedimentos administrativos.

O presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento. (Foto: Fernando Antunes)O presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento. (Foto: Fernando Antunes)
Prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka. (Foto: Fernando Antunes)Prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka. (Foto: Fernando Antunes)

Emendas – Pouco mais de 60% de todo o montante, o equivalente a R$ 22,6 milhões, foram destinados para a Saúde. São recursos que beneficiam diversos hospitais, como a Santa Casa de Campo Grande, entre outros.

Emenda coletiva assinada por 20 deputados destina um total de R$ 1,8 milhão, sendo R$ 1 milhão para a Santa Casa, voltados para compra de medicamentos e materiais permanentes; R$ 400 mil para a Maternidade Cândido Mariano, que serão aplicados na reforma e ampliação do Centro Cirúrgico; e R$ 400 mil para o Hospital do Câncer de Campo Grande Alfredo Abrão, para aquisição de Sistema de Gestão Hospitalar.

"Nós sabemos da dificuldade do governo, diante de toda essa turbulência, mesmo assim foi mantido o compromisso com a saúde que é, acima de tudo, um compromisso com as pessoas", ressaltou o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento.

O prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka, comemorou a garantia de liberação de recursos para o Hospital Regional do município e para a aquisição de uma nova ambulância. “O fato do governo ter se sensibilizada e aumentado o aporte é muito importante e garante que a população ganhe”, disse.

As pastas da Educação e Assistência Social absorveram projetos voltados para a Cultura, Segurança Pública e Agricultura Familiar, recebendo no total o volume de R$ 8 milhões e R$ 7,8 milhões, respectivamente.

Solenidade de assinatura de emendas estava lotada. (Foto: Fernando Antunes)Solenidade de assinatura de emendas estava lotada. (Foto: Fernando Antunes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions