A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/07/2010 10:34

Empresário pede que imprensa deixe a Polícia trabalhar

Redação

O empresário Luiz Afonso Andrade, de 42 anos, suspeito da morte da ex-mulher, a arquiteta Eliane Nogueira, concedeu breve entrevista há pouco em que pediu para que a imprensa não interfira no trabalho de investigação.

"Toda movimentação atrapalha o desenvolvimento do trabalho da Polícia", disse. Ele disse que compreende o trabalho da imprensa, mas que qualquer informação pode ser distorcida e atrapalhar o trabalho policial.

"Não quero ser indelicado tudo vai ser elucidado a seu tempo. Ninguém pode trazer minha mulher de volta. Ninguém pode trazer de volta a minha vida que neste momento não vale nada", afirmou, acrescentando: "a lógica do trabalho policial é imputar a mim".

Sobre a contestação de informações dadas por ele durante depoimento, como local em que estava e roupas que usava, resumiu: "Contradições surgem quando se fala A, B ou C, aqui ou ali. Não existem contradições, existem fatos", disse.

Andrade está preso no 4º Distrito Policial, onde correm as investigações. O delegado Wellington de Oliveira, pretende pedir a quebra do sigilo telefônico de Luiz Afonso.

Eliane foi morta na madrugada de sexta-feira passada. O corpo dela foi carbonizado no banco traseiro do carro dela, um Polo. Ela teria sido esganada mas há indícios de que ainda estava viva quando foi carbonizada.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions