A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

04/01/2016 10:24

Estado fará contrato emergencial para reconstruir ponte e acionará MPE

Antonio Marques
A ponte sobre o Rio Santo Antônio desabou com menos de 4 anos de uso (Imagem: Reprodução)A ponte sobre o Rio Santo Antônio desabou com menos de 4 anos de uso (Imagem: Reprodução)

O governo de Mato Grosso do Sul anunciou nesta segunda-feira (4) que fará contratação emergencial para reconstrução da ponte sobre o rio Santo Antônio, que desabou no sábado, 2, interrompendo o tráfego na MS-382, entre os município de Guia Lopes da Laguna (a 232 km da Capital) e Antônio João.

Conforme a assessoria de imprensa do governo do Estado, ainda não há data para iniciar as obras e nem empresa definida para a execução, mas adiantou que também será contratada uma auditoria para apurar o motivo da queda da ponte, além do acionamento do MPE (Ministério Público Estadual) para acompanhar o trabalho e investigar se a causa do desabamento pode ter sido falha na estrutura.

A ponte de concreto tinha 72 metros de comprimento e 5 metros de largura e foi inaugurada em abril de 2012. Foi construída com recursos federais, advindos do Ministério da Integração Nacional. No último dia 2, ela desabou após um deslizamento de terra, que fez a cabeceira da construção vir a abaixo, derrubando toda extensão em efeito dominó.

Conforme o extrato do contrato publicado no Diário Oficial do Estado no dia 11 de julho de 2011, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) contratou a Wala Engenharia Ltda para execução da obra ao custo de R$ 1.252.913,52. A empresa teve o prazo de seis meses para entrega da ponte.

Este recurso fazia parte de um programa para reconstrução de 37 pontes em Mato Grosso do Sul, que tinham sido danificadas em função das chuvas fortes em 2011. As obras foram realizadas na gestão, do então governo, de André Puccinelli (PMDB).

A assessoria do atual governo acrescentou que não fará mais comentário sobre obras de gestões anteriores.
A ponte liga o município de Guia Lopes da Laguna a cidade de Antônio João, atendendo dois assentamentos, entre eles o Rio Feio, onde vivem 72 famílias e o Retirada da Laguna, com 94 famílias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions