A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/06/2010 12:16

Governo adia decisão sobre refúgio dado a paraguaios

Redação

O pedido do governo paraguaio para a revisão do status de três foragidos do país foi adiado pelo Ministério da Justiça. Juan Arrom, Anuncio Martí e Victor Colman são considerados pelo Paraguai como lideres do EPP (Exército do Povo Paraguaio).

De acordo com o site Sopa Brasiguaia, apesar da insistência do governo de Assunção, o Conare (Comissão Nacional de Refugiados) pediu mais tempo para analisar o caso.

Na visita do presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) a Ponta Porã, em maio, ele garantiu a Fernando Lugo, presidente do Paraguai, que o Conare faria a revisão em seguida. O resultado da análise deveria ter sido divulgado na semana passada, porém foi adiada por tempo indeterminado, de acordo com reportagem do jornal ABC Color. O governo brasileiro respondeu que a necessidade do estudo de novos documentos apresentados pelo Paraguai, que comprovariam que os foragidos teriam violado a legislação brasileira, precisa de mais tempo.

A repatriação de Arrom, Martí e Colmán, acusados pelo sequestro de María Edith de Debernardi, é um tema de grande sensibilidade junto à opinião pública paraguaia, tendo sido alvo, inclusive, de denúncia ao Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, apontando irregularidades no refúgio concedido pelo Brasil.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions