A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

28/06/2010 12:16

Governo adia decisão sobre refúgio dado a paraguaios

Redação

O pedido do governo paraguaio para a revisão do status de três foragidos do país foi adiado pelo Ministério da Justiça. Juan Arrom, Anuncio Martí e Victor Colman são considerados pelo Paraguai como lideres do EPP (Exército do Povo Paraguaio).

De acordo com o site Sopa Brasiguaia, apesar da insistência do governo de Assunção, o Conare (Comissão Nacional de Refugiados) pediu mais tempo para analisar o caso.

Na visita do presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) a Ponta Porã, em maio, ele garantiu a Fernando Lugo, presidente do Paraguai, que o Conare faria a revisão em seguida. O resultado da análise deveria ter sido divulgado na semana passada, porém foi adiada por tempo indeterminado, de acordo com reportagem do jornal ABC Color. O governo brasileiro respondeu que a necessidade do estudo de novos documentos apresentados pelo Paraguai, que comprovariam que os foragidos teriam violado a legislação brasileira, precisa de mais tempo.

A repatriação de Arrom, Martí e Colmán, acusados pelo sequestro de María Edith de Debernardi, é um tema de grande sensibilidade junto à opinião pública paraguaia, tendo sido alvo, inclusive, de denúncia ao Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, apontando irregularidades no refúgio concedido pelo Brasil.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions