A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2018

03/03/2015 11:50

Governo desiste de obra e vai aproveitar estrutura de hospital particular

Flávia Lima e Leonardo Rocha
Reinaldo Azambuja conversa com o prefeito Murilo Zauith sobre ações de saúde para a região de Dourados. (Foto:Leonardo Rocha)Reinaldo Azambuja conversa com o prefeito Murilo Zauith sobre ações de saúde para a região de Dourados. (Foto:Leonardo Rocha)

Durante reunião na manhã desta terça-feira (3) com o prefeito de Dourados, Murilo Zauith (PSB), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou que realmente desistiu de construir o Hospital Regional de Dourados e que vai aproveitar a estrutura do Hospital São Luiz para agilizar os atendimentos de cirurgias eletivas na região da Grande Dourados.

Antes do início da reunião, Reinaldo já havia ponderado que em Dourados existiam dois hospitais prontos para o funcionamento, então não acreditava ser necessário, no início de sua gestão, continuar a obra do Hospital Regional. Este teve a liberação de R$ 19, 9 milhões em sua primeira etapa, com a expectativa de ter 120 leitos e ser construído em uma área de 5 hectares, localizado nas margens da BR-463, que foi doada pelo empresário Adão Parizzoto.

Segundo o governador, a construção do hospital seria demorada e onerosa. "A Saúde é uma urgência", ressaltou. A solução foi adquirir os equipamentos que já estão instalados no hospital São Luiz,  mas ainda não estão operando. De acordo com o prefeito de Dourados, o hospital, que é privado, foi construído por um grupo de empresários de Campo Grande, que acabou entrando em divergências quanto a administração.

Com isso a unidade ainda está fechada. "O Regional é página virada, vamos fazer uma avaliação desses equipamentos e alugar o prédio", afirmou Azambuja. Segundo o governador, o valor do aluguel pode variar entre R$ 20 a R$ 25 mil por mês.

O secretário de Saúde de Dourados, Sebastião Nogueira Faria ficará responsável pela negociação com os responsáveis do hospital, além de fazer junto a eles a avaliação dos equipamentos para a compra. "Não tem como saber o investimento total agora, só após essa avaliação, mas os recursos terão aporte do governo do Estado e da prefeitura", ressaltou Azambuja.

O governador destacou que esta é uma das primeiras ações com o objetivo de aumentar os recursos enviados a Grande Dourados, que atende 32 municípios. Murilo Zauith disse que essa é uma forma do governo interiorizar os recursos, e que tanto a prefeitura quanto o governo terão um papel importante para atender a demanda de mais de mil  pessoas que aguardam cirurgias eletivas na região.

De acordo com o prefeito, a região também atende o Cone Sul, totalizando uma população próxima a 800 mil pessoas. 

Mega-Sena sorteia bolada acumulada em R$ 20 milhões nesta quarta-feira
A Mega-Sena vai sortear na noite desta quarta-feira (24), após quatro sorteios sem vencedor do prêmio principal, a bolada acumulada em R$ 20 milhões....
UEMS abre período de rematrículas; prazo vai até o dia 3 de fevereiro
Já foi aberto pela UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) o período para rematrículas dos acadêmicos da para o ano letivo de 2018. O praz...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions