A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

08/02/2017 09:00

Governo estende mais uma vez paralisação de obras do Aquário

Estado tenta parceria para concluir empreendimento que já consumiu R$ 230 milhões

Mayara Bueno
Aquário do Pantanal, em Campo Grande, cuja obra começou em 2011, mas até hoje não está pronta. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Aquário do Pantanal, em Campo Grande, cuja obra começou em 2011, mas até hoje não está pronta. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

O Governo de Mato Grosso do Sul prorrogou, mais uma vez, a paralisação do contrato que mantém com a Egelte Engenharia Ltda, construtora do Aquário do Pantanal, em Campo Grande. A obra já foi interrompida inúmeras vezes, a última delas há cerca de um ano e, de acordo com o extrato publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (8), o convênio continua suspenso por mais 120 dias.

Conforme o documento, a decisão é retroativa a 1º de fevereiro de 2017. "Prorrogar a paralisação do Contrato OC n° 028/2011, de 17/03/2011 pelo prazo de 120 dias consecutivos a
contar de 01 de fevereiro de 2017" traz o extrato. Esta é, pelo menos, a quarta vez que contratos ligados à obra é paralisada. 

O contrato inicial com a construtora Egelte previa investimento de R$ 84 milhões, mas a obra já consumiu pelo menos R$ 230 milhões. O custo já foi aditivado em 25%, o máximo permitido pela legislação, por isso a obra está parada, já que o governo precisa de mais recurso para concluir.

Dados da Secretaria Estadual de Infraestrutura revelam que o término do Aquário exigirá investimento de mais R$ 50 milhões. Isso fora os R$ 18 milhões que o governo já tem em caixa para investir na obra.

A empresa Cataratas, que ganhou a licitação para administrar o empreendimento, quando pronto, confirmou que se comprometeu com o governo estadual a buscar alternativas para a conclusão da obra.

Até o fim de fevereiro apresentará um diagnóstico sobre o projeto contendo sugestões para finalizar a construção de forma mais rápida e pelo menor custo, mas descartou qualquer possibilidade de financiar o término do empreendimento.

A falta de recursos é o único entrave para a continuidade da obra. Ao Campo Grande News, o secretário de Obras de MS, Marcelo Miglioli, afirmou que o Aquário será finalizado até 2018. Ainda não sabe de que forma, mas garantiu a conclusão nem que ele e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) tenha que trabalhar na obra. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions