A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/06/2014 11:47

Governo propõe troca de fazendas para pôr fim a conflito indígena

Aline dos Santos e Aliny Mary Dias

Troca de fazendas é discutida entre governo federal e produtores rurais para dar fim à negociação por 15 mil hectares em Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia, a terra Buriti. Depois de mais de um ano de discussão, o processo para compra da área voltou a paralisar. Conforme o apurado pelo Campo Grande News, a presidente Dilma Rousseff (PT) deu ordem para acelerar a negociação.

Agora, é discutida o repasse de duas fazendas para indenizar os produtores. Um imóvel rural com 13 mil hectares em Jardim e uma propriedade com dois mil hectares em Nioaque. 

No curso da negociação, chegou a ser cogitada área no Pantanal, que foi descartada pelos fazendeiros. Ainda conforme informações extraoficiais, a presidente determinou que o Incra faça nova avaliação da terra Buriti.

Nesta segunda-feira, técnicos de órgãos ligados à questão fundiária realizam reunião no Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). À tarde, as propostas serão discutidas na Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

Na última proposta, divulgada na sexta-feira, a União elevou o valor da indenização de R$ 78 milhões para R$ 80 milhões. No entanto, os produtores cobram o valor de R$ 130 milhões, apresentados no contra laudo elaborado por uma empresa particular. Do total, são 124,5 milhões pela área e R$ 5,5 milhões para indenizar as benfeitorias.

Com a negociação frustrada, a Famasul divulgou nota de repúdio, denunciando descaso e uma manobra premeditada do governo federal, que descumpriu prazos e deixou a decisão para depois da abertura da Copa do Mundo.

Representante dos índios terenas, o advogado Luiz Henrique Eloy afirma que o valor oferecido pela União é justo. “Quando pedem R$ 130 milhões, não levam em consideração a depreciação da área. É muito para uma área em conflito”, afirma.

Famasul aponta descaso e manobra do governo sobre indenização
A Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) repudiou o desfecho da reunião, ontem, em Brasília sobre o processo de indeniza...
Fazendeiros querem homologação de indenização de R$ 130 milhões
A negociação para que o governo compre fazendas em Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia, que formam 15 mil hectares da Terra Buriti, tem uma nova roda...
Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...


Dr Luiz omite o fato que as terras depreciaram devido as constantes invasões e abusos por parte dos indígenas. Invadem, depredam, saqueiam e ainda querem se arvorar em "avaliadores" de bens alheios..Menos Dr., menos...
 
Mônica A C C da Silva em 16/06/2014 14:44:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions