A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/11/2013 14:56

Grupo de médicos assume clínica pivô de escândalo da máfia do câncer

Edivaldo Bitencourt e Vinicius Squinelo
Clínica fundada pelo médico Adalberto Siufi foi vendida por grupo mineiro (Foto: João Garrigó)Clínica fundada pelo médico Adalberto Siufi foi vendida por grupo mineiro (Foto: João Garrigó)

Um grupo de 24 médicos compraram por R$ 3,8 milhões, no iníco deste mês a NeoRad, a empresa que foi pivô do escândalo da máfia do câncer em Campo Grande. As supostas fraudes realizadas pela companhia do médico Adalberto Siufi, ex-presidente do Hospital do Câncer, foram reveladas na Operação Sangue Frio, realizada pela Polícia Federal.

O grupo é o segundo a assumir o comando da Saffar & Siufi Sociedade Simples, nome oficial da NeoRad, que assumiu os serviços de radioterapia e quimioterapia dos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). A investigação da PF descobriu que o grupo cobrava 70% acima da tabela definida pelo Ministério da Saúde do Hospital do Câncer.

Adalberto Siufi vendeu, logo após o escândalo, em março deste ano, a clínica para o grupo Oncoclínicas do Brasil Serviços Médicos S.A., de Belo Horizonte (MG). No dia 5 deste mês, a empresa mineira oficializou a venda da NeoRad para o grupo de médicos por R$ 3,8 milhões.

Os novos donos são 24 médicos da Capital. Os novos administradores são Paula Roberto Colacino Silva Laraya e Marco Antônio Rizza. Na época de Siufi, o comando era de sua filha, Betina Siufi, que também comandou o Hospital do Câncer.

A NeoRad, apesar de recomendação do Ministério Público, continua prestando serviços para a Santa Casa de Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions