A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

16/10/2016 11:05

Horário de verão chega e muda rotina de clientes e feirantes no Guanandi

Priscilla Peres e Willian Leite
Feira mais vazia nesta manhã de horário novo. (Foto: Marcos Ermínio)Feira mais vazia nesta manhã de horário novo. (Foto: Marcos Ermínio)
Para Rubens, mudança não faz diferença. (Foto: Marcos Ermínio)Para Rubens, mudança não faz diferença. (Foto: Marcos Ermínio)
Rosemar odeia o horário de verão. (Foto: Marcos Ermínio)Rosemar odeia o horário de verão. (Foto: Marcos Ermínio)

O horário de verão começou hoje e já alterou a rotina da população. Na feira do bairro Guanandi, uma das mais populares da cidade, os clientes “perderam a hora” e chegaram mais tarde. Segundo os feirantes, o movimento fraco de hoje é consequência de uma hora a mais no relógio.

Quem tem a experiência de anos de feira, afirma que sempre que muda o horário o fluxo de clientes cai e só volta ao normal depois de algumas semanas, quando as pessoas se acostumam com a nova rotina. Geralmente o movimento grande acontece às 8h, mas hoje às 10h ainda poucas pessoas caminhavam pela feira.

Rosemar Martins, 49 anos, vende pães e salgados na feira e diz que odeia o horário de verão. Para ela a uma hora de diferença deixa consequências, como sonolência e cansaço durante todo o da. O truque, segundo ela, é tentar dormir cedo.

Mas não é todo mundo que reclama da mudança. Rubens Pereira da Silva, de 63 anos, é feirante há seis e afirma que para ele, não faz diferença. “Para mim, que levanto às 4h todos os dias, não faz diferença nenhuma”. Ele ainda dá o exemplo de comissários de voos que viajam pelo mundo e precisam se acostumar com vários fusos horários. “O ser humano se adapta a qualquer horário”.

Feirante também Carlos Alberto Correa Dantas, 34, não reclama de ter uma hora a mais na rotina, mas diz que demora para se acostumar com a mudança. “Demoro um mês para acostumar quando o horário de verão e logo depois muda tudo de novo”, diz ele afirmando que hoje acordou normalmente, mas que deve sentir mais a mudança amanhã.

Mas o chapeiro Mauro Vogado, 28, elenca qualidades. Para ele, os dias passam mais rápido e será bom para a esposa que terá mais tempo para dar atenção aos quatro filhos do casal.

Economia – O horário de verão foi criado para contribuir com a economia de energia elétrica, já que as pessoas podem aproveitar mais a luz do dia. A estimativa é de 0,5% de economia absoluta no consumo, ou seja, de R$ 147,5 milhões.

Horário de verão modifica atendimento na Central da Previdência
Com o início do horário de verão a partir de amanhã, a Central 135 vai funcionar das 8h às 23h (horário de Brasília), de segunda a sábado, em Mato Gr...
É hora de se preparar para encarar o horário de verão
À meia-noite de sábado para domingo os relógios devem ser adiantados em uma hora. Mudança foi aplicada pela primeira vez em 1931, mas até hoje divide...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions