A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

09/04/2014 19:10

Incremento de R$ 15,7 mi na receita da Cassems será usado em novo hospital

Zana Zaidan
Beneficiários lotaram auditório para acompanhar prestação de contas de Cassems (Foto: Marcelo Victor)Beneficiários lotaram auditório para acompanhar prestação de contas de Cassems (Foto: Marcelo Victor)

Após o aumento de 0,75% no valor do plano de saúde da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), em março deste ano, a diretoria divulgou hoje (9) o plano de investimentos e projetos para melhoria dos serviços.

O reajuste significa um incremento de R$ 15,7 milhões na receita anual da operadora, e a expectativa é reverter os ganhos, principalmente, na obra do novo hospital a ser inaugurado em Campo Grande, em 2016.

A unidade vai receber investimentos de R$ 60,4 milhões – parte do recurso, R$ 39,5 milhões, virá do FCO (Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste), por meio de convênio firmado com o Banco do Brasil e o Governo do Estado. A expectativa, ainda, é conseguir a liberação de emendas parlamentares, que totalizariam R$ 2,4 milhões, caso sejam liberadas.

“Ainda assim faltam recursos para que o hospital seja finalizado, por isso a importância de aplicar esse reajuste no valor do plano”, aponta o presidente da Cassem, Ricardo Ayache.

 

Ônibus da Cassems roda interior oferecendo atendimento odontológico (Foto: Marcelo Victor)Ônibus da Cassems roda interior oferecendo atendimento odontológico (Foto: Marcelo Victor)

Serão realizados procedimentos de alta complexidade, com capacidade para atender em torno de mil pacientes por dia, entre exames, consultas e pronto atendimento 24 horas adulto e infantil. O hospital terá, ainda, 107 leitos de internação, centros cirúrgicos, de diagnósticos e de quimioterapia, UTI para adulto e neonatal.

Além disso, a Cassems investiu em infra-estrutura e, assim, conseguiu deixar de terceirizar muitos serviços. Hoje, o plano tem centros médicos, odontológicos, hospitais e Centro de Prevenção em Saúde na sua rede própria.

Também foram aplicados recursos na aquisição de novos softwares para agilizar o fluxo de trabalho e os sistemas de atendimento, ampliação do Hospital de Três Lagoas, criação de um ônibus de assistência odontológica e centro de diagnósticos na Capital, entre outras projetos, previstos para os próximos anos.

Prestação de contas – Na assembléia geral, aberta aos mais de 180 mil usuários, a prestação de contas do exercício 2013 foi aprovada por unanimidade pelos presentes no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo.

A receita atingiu pouco mais de R$ 302,7 milhões – de convênios com prefeituras (R$ 35,5 milhões, e ganhos com serviços médicos-hospitalares (R$ 28,6 milhões), entre outros – enquanto as despesas foram de R$ 301,2 milhões.

“É um processo democrático, no qual é exercido o direito do beneficiário de votar e expor suas ideias, um trabalho em equipe”, considera Ayache.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions