ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Após 3 meses, polícia prende 4º envolvido em assassinato de professor

Márcio Luiz Ferreira dos Santos, 27 anos, foi encontrado morto no dia 20 de fevereiro em Corumbá

Por Kerolyn Araújo | 04/06/2020 17:03
Anderson Artivo, 38 anos, conhecido como ''Mamão'', foi preso ontem (3). (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Anderson Artivo, 38 anos, conhecido como ''Mamão'', foi preso ontem (3). (Foto: Divulgação/Polícia Civil)


Anderson Artivo, 38 anos, conhecido como ''Mamão'', apontado como o quarto envolvido na morte do professor Márcio Luiz Ferreira dos Santos, 27 anos, foi preso ontem (3) pela Polícia Civil em Corumbá, cidade distante a 426 quilômetros de Campo Grande. Márcio foi encontrado morto no dia 20 de fevereiro.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Willian Rodrigues, Anderson era o último envolvido no crime que ainda não havia sido preso. Ao Diário Corumbaense, o policial não detalhou qual foi a participação do homem no assassinato.

O primeiro envolvido a ser preso foi Luiz Carlos Urquidi Junior, 20 anos, que se entregou no dia 21 de abril, após ter fugido para a Bolívia. A princípio, ele era apontado como o único autor do crime, mas as investigações apontaram também a participação de Matheus Costa de Arruda, 21 anos, e Lucas Gabriel Silva de Almeida, 26 anos.

A principal linha de investigação da polícia é latrocínio, crime de roubo seguido de morte, já que o carro da vítima, um Chevrolet Prisma, não foi encontrado.

O crime - O professor foi encontrado morto com os braços amarrados para trás e ferimento no pescoço, na madrugada do dia 20 de fevereiro. O corpo estava dentro de uma casa, localizada na região do Guanã, em Corumbá.

Márcio era professor do ensino fundamental em Corumbá e Ladário. Era integrante da escola de samba Vila Mamona.