A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/02/2016 09:35

Avião pousa na Capital e visita de general japonês ao Sisfron atrasa

General Kiyofumi Iwata, chefe do Estado Maior das Forças Terrestres de Auto Defesa do Japão, é mais uma autoridade internacional a conhecer sistema de monitoramento de fronteiras implantado em MS

Helio de Freitas, de Dourados
Projeto-piloto do Sisfron já funciona na fronteira com o Paraguai (Foto: Eliel Oliveira)Projeto-piloto do Sisfron já funciona na fronteira com o Paraguai (Foto: Eliel Oliveira)

Por falta de teto no aeroporto municipal Francisco de Matos Pereira, o avião trazendo o general Kiyofumi Iwata, chefe do Estado Maior das Forças Terrestres de Auto Defesa do Japão, teve de pousar em Campo Grande, o que atrasou a visita do oficial japonês a Dourados, a 233 km da Capital. Iwata está em Mato Grosso do Sul para conhecer o Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira).

De acordo com o serviço de comunicação social da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, o general japonês segue de carro para Dourados e a agenda antes prevista para 9h deve começar às 10h30.

Como o aeroporto de Dourados não opera por instrumentos, constantemente os voos são desviados para a Capital devido ao mau tempo. Nesta quinta-feira havia muita nebulosidade na região onde fica o aeroporto local. Existe um projeto do governo federal para ampliar a pista e fazer outras melhorias, para permitir pouso e decolagem de aviões maiores, por instrumento, mas a obra ainda não foi licitada.

Projeto modelo – O general Kiyofumi Iwata é mais uma autoridade internacional a visitar Mato Grosso do Sul para conhecer o Sisfron, que está sendo implantado desde 2013 no Estado. Apesar do contingenciamento de recursos federais, o projeto-piloto já avançou na faixa de fronteira, especialmente na extensão de Mundo Novo a Bela Vista.

No início deste mês, representantes da Palestina, Catar, Líbano, Kuait, Tunísia, Líbia, Mauritânia, Argélia, Emirados Árabes Unidos, Egito, Sudão, Iraque, Liga Árabe, Marrocos e Jordânia estiveram em Dourados para conhecer o sistema, acompanhados pelo ministro da Defesa, Aldo Rebelo.

No ano passado, adidos militares de vários países da Europa e da América do Norte e América Central também avaliaram a tecnologia, desenvolvida para o Exército pela Savis, empresa subsidiária da Embraer.

Também já esteve na cidade para conhecer o Sisfron o vice-presidente Michel Temer, que chegou a sobrevoar a faixa de fronteira, para conhecer como funciona o sistema, formado por radares, sensores e barreiras móveis.

Aldo Rebelo disse que a presidente Dilma Rousseff também virá a Dourados para conhecer o Sisfron. Dilma chegou a programar visita à Brigada Guaicurus em dezembro do ano passado, mas a agenda foi cancelada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions