A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/09/2016 13:40

Campo-grandense é autuado por maus-tratos em transporte ilegal de galo de briga

Richelieu de Carlo
Galo de briga e galinha são transportados ilegalmente em situação de maus-tratos. (Fonte: PMA/Divulgação)Galo de briga e galinha são transportados ilegalmente em situação de maus-tratos. (Fonte: PMA/Divulgação)

Um cidadão campo-grandense, de 43 anos, foi multado em R$ 1,5 mil por transportar um galo de briga e uma galinha da angola no porta-malas de um veículo nessa sexta-feira (9). Ele foi abordado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR 262, região de Anastácio, a 135 Km de Campo Grande.

Os policiais rodoviários abordaram o motorista, que estava em um VW gol, e, ao abrirem o porta-malas do carro, encontram um galo de briga e uma galinha de angola, transportados ilegalmente em situação de maus-tratos.

Os animais eram transportados em uma caixa plástica, amarrados e recobertos totalmente com tecidos, em local sem ventilação e de difícil respiração. Segundo o motorista, ele levaria as aves para um sítio na área rural do município de Aquidauana. O galo de briga apresentava as esporas mutiladas e ferimentos, indicando que já havia sido utilizado em rinhas.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) do Posto do Taquarussu, na BR 262, em Anastácio, foi chamada para proceder a autuação administrativa do motorista. O veículo e as aves foram apreendidos.

O motorista campo-grandense foi encaminhado à delegacia da Polícia Civil de Anastácio e responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais domésticos. Se condenado, poderá pegar pena de três meses a um ano de detenção, além da multa de R$ 1,5 mil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions