A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Junho de 2017

15/01/2015 08:19

Comissão Processante começa a ouvir vereadores afastados dia 19

Viviane Oliveira

Os vereadores escolhidos como membros da Comissão Processante, que vão apurar as denúncias contra os oito parlamentares afastados, definiram a formação que vai conduzir os trabalhos investigativos pode cassar o mandado dos acusados em Ribas do Rio Pardo, distante 103 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o site Rio Pardo News, em reunião realizada na manhã de ontem (14), a vereadora Sônia Passo (PSDB) foi oficializada como presidente. O relator será Douglas da Silva (PV). O vereador do PSB, Luiz Antônio Ribeiro, integra a comissão como membro.

Durante a reunião, também, ficou definido a data da segundo encontro oficial dos trabalhos. Na próxima segunda-feira (19), será realizado a notificação dos vereadores, servidores e empresários citados no inquérito.

Afastados - Foram afastados os vereadores Adalberto Alexandre Domingues, o Betinho, ex-presidente da Câmara, Antonino Ângelo da Silva, ex vice-presidente, Célia Regina Ribeiro, Cláudio Roberto Siqueira Lins, Diony Erick Lima, Fabiano Duarte de Souza, Justino Machado Nogueira e Lucineide Friosi. Dos oito vereadores, apenas o Betinho está preso. 

Também são investigados os servidores Gil Nei Paes da Silva, assessor e pregoeiro da Câmara; Cacildo Camargo, diretor da Casa; Marcos Gomes da Silva Junior, presidente da comissão de licitação; Natanael Godoy Neto, procurador jurídico e Walter Antônio, contador do legislativo municipal. 

Investigação - O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), começou a investigação quando a promotoria de Ribas do Rio Pardo recebeu denúncia e provas de que parlamentares estavam solicitando pagamento de diárias, mas sem viajar.

Para viagens dentro de Mato Grosso do Sul, era feito pagamento de R$ 750, já para destinos fora do Estado, a diária era de R$ 1.500. Em nove meses foram gastos cerca de R$ 600 mil pela Câmara somente com diárias. Além disso o grupo contratava, com a ajuda de cinco servidores que também estão afastados, empresas sem licitação ou por procedimentos licitatórios que não passavam de farsa, para beneficiar empresas de familiares e de amigos dos agentes públicos.

Adolescente é apreendido após decepar orelha de homem em aldeia
Um adolescente de 13 anos foi apreendido após decepar parte da orelha de um homem na noite de sábado (24) na aldeia Bororó em Dourados, a 233 km de C...
Homem é esfaqueado após defender irmã de ex-cunhado durante discussão
Um homem de 29 anos foi ferido com duas facadas após defender sua irmã, que é ex-namorada do suspeito, durante uma discussão no inicio da manhã deste...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions