A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019

16/11/2019 10:43

Confronto entre polícia e apoiadores de Morales deixa 5 mortos na Bolívia

O país virou palco de diversos protestos desde o anúncio do resultado das eleições no dia 20 de outubro

Maressa Mendonça
Conflito em Cochabamba, na Bolívia deixou cinco mortos (Foto: La Prensa) Conflito em Cochabamba, na Bolívia deixou cinco mortos (Foto: La Prensa)

Confronto entre polícia e apoiadores de Evo Morales na sexta-feira (15), na região de Cochabamba, cidade boliviana a 1,1 km de com Corumbá, deixou cinco mortos, ao menos 20 feridos e 169 presos. O número total de mortes desde o início dos protestos, que chegaram à Puerto Quijarro e deixaram a fronteira fechada por 21 dias, ainda não foi confirmado, mas a imprensa estima ao menos uma dezena.

Os mortos no conflito de ontem, feriado da Proclamação da República, foram identificados como: Emilio Colque, Juan López, Omar Calle, César Sipe. Eles seriam plantadores de folha de coca e apoiadores do ex-presidente Evo Morales, que está exilado no México.

O clima de instabilidade no país vizinho começou após o resultado das eleições que apontaram para nova vitória de Evo Morales. A fronteira entre o Brasil e Bolívia por Corumbá foi reaberta no dia 13 de novembro. 

Morales acabou renunciando ao cargo e Jeanine Áñez e autoproclamou presidente interina no dia 12, mas os conflitos não chegaram ao fim.

A contagem oficial dos protestos aponta para 400 feridos e 500 presos desde o início dos manifestos. Eles tiveram início com os opositores de Morales, mas agora são protagonizados por seus apoiadores contrários ao governo de Áñez.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions