A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

13/01/2016 08:55

Devido a cheia de rios, 22 famílias estão desabrigadas em municípios

Renata Volpe Haddad
Nível do Rio Aquidauana subiu 16 centímetros e atinge nesta quarta-feira 8,96 metros. (Foto: O Pantaneiro)Nível do Rio Aquidauana subiu 16 centímetros e atinge nesta quarta-feira 8,96 metros. (Foto: O Pantaneiro)

São 22 famílias desabrigadas por causa da cheias nos rios Aquidauana e Taquari, segundo a Defesa Civil de Mato Grosso do Sul. Em Palmeiras, distrito de Dois Irmãos do Buriti, distante 83 km de Campo Grande, três famílias estão desabrigadas e 12 foram desalojadas. Em Coxim, distante 260 km da Capital, uma família está desabrigada.

Nesta quarta-feira (13) o número de famílias desabrigadas em Aquidauana, continua sendo 18, que estão em duas escolas. Segundo o coordenador da Defesa Civil municipal, Mário Raváglia, o nível do rio Aquidauana subiu 16 centímetros durante a noite e atinge o 8,96 metros.

RIo Taquari, em Coxim, começou a baixar nesta quarta-feira. (Foto: Divulgação)RIo Taquari, em Coxim, começou a baixar nesta quarta-feira. (Foto: Divulgação)

Conforme o coordenador da Defesa Civil de Dois Irmãos do Buriti, Ronaldo Ângelo, o nível do rio em Palmeiras, começou a estabilizar nesta manhã e está 7,2 metros. "O nível do rio começou a baixar e se continuar assim, tudo vai voltar ao normal até o fim desta semana", alega.

As famílias desabrigadas foram colocadas na escola Nero Menezes Ávila e as 12 desalojadas estão na casa de parentes, segundo o coordenador. "Nosso primeiro passo é pensar na ajuda humanitária e é isso que estamos fazendo. O próximo passo é entregar ao prefeito o relatório dos estragos causados pelas chuvas, para ele decidir se vai decretar situação de emergência, algo que eu acho que vai ser necessário", informa.

As estradas rurais de Dois Irmãos do Buriti e Palmeiras estão intransitáveis e quatro pontes foram completamente destruídas, devido as chuvas. Ângelo explica que duas pontes que dão acesso a Fazenda Boituva, linha de transporte escolar, estão destruídas. Uma ponte de concreto que dá acesso a Fazenda Joia também foi levada pelas águas das chuvas e outra ponte com acesso a Fazenda Morro Grande está destruída.

"Estamos com problemas nas estradas vicinais e estamos com dificuldade de acesso principalmente para quatro assentamentos rurais, que são o Paulo Freire, Marcos Freire, Piúva e Santa Amélia, além da falta de acesso para seis aldeias indígenas", comenta.

Em Coxim, uma família está desabrigada e preferiu sair de casa, por medo de enchente. (Foto: Divulgação)Em Coxim, uma família está desabrigada e preferiu sair de casa, por medo de enchente. (Foto: Divulgação)

Em Coxim, o coordenador da Defesa Civil, Gilberto Portela afirma que o nível do rio Taquari baixou e está em 4,56 metros. "A família ribeirinha que está desabrigada preferiu sair da casa porque a água já estava na calçada da residência e sempre quando tem enchente, eles perdem os móveis, a família optou sair da casa", informa.

Na área urbana de Dois Irmãos, o coordenador alega que houve alagamentos em 18 casas, mas nenhuma das famílias destas residências ficaram desabrigadas, sendo necessário apenas fazer a limpeza dos locais.

Estado – O coordenador da Defesa Civil Estadual, Coronel Isaias Bittencourt, informa que há um esquema de monitoramento em Coxim, Aquidauana e Dois Irmãos, com abrigo provisório pronto. "Estamos monitorando e se atingir o nível de alerta, vamos retirar as famílias ribeirinhas da casa", explica.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions