ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 10º

Interior

Ex de jogador esquartejado em MS se entrega e ficará em presídio no PR

Dois meses depois de ser liberada, Rubia Joice voltou à prisão, por decisão do TJ; defesa irá recorrer ao STJ

Por Silvia Frias | 13/06/2024 12:28
Rubia Joice é acusada de homicídio qualificado (Foto/Arquivo)
Rubia Joice é acusada de homicídio qualificado (Foto/Arquivo)

Rubia Joice de Oliver Luvisetto, 21 anos, acusada de participar da morte do ex-namorado, o jogador de futebol Hugo Vinícius Skulny Pedrosa, se entregou à polícia esta manhã, seguindo determinação da 2ª Câmara Criminal do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Hugo Skulny foi morto a tiro e teve o corpo esquartejado e jogado no rio Iguatemi, em Sete Quedas, a 468 quilômetros de Campo Grande.

Rubia e o “ex-ficante”, Danilo Alves Vieira da Silva, 29 anos, respondem por homicídio qualificado por motivação torpe, sem chance de defesa da vítima e emprego de meio cruel, além do crime de ocultação de cadáver.

Segundo o advogado Felipe Cazuo, que representa a jovem, ela se entregou por volta das 10h. Ela será encaminhada ao presídio feminino de Goioerê (PR), a 68 quilômetros da cidade onde estava morando no estado paranaense, em Umuarama.

Rubia Joice havia sido liberada da cadeia no dia 5 de abril, depois de passar oito meses presa, ainda na fase de investigação do crime. (vídeo abaixo)

O advogado disse ao Campo Grande News que irá aguardar a publicação do acórdão da decisão da 2ª Câmara Criminal para entrar com habeas-corpus no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Isso só deve acontecer na próxima semana, por conta do feriado prolongado do Judiciário da Capital.

Cazuo diz que deve conseguir reverter a decisão, já que Rubia Joice estava trabalhando e estudando em Umuarama, onde se mudou para a casa da avó paterna. “Ela vinha cumprido integralmente todas as medidas cautelares que foram impostas, já tinha se entregado antes, a prisão agora é desnecessária”, avaliou o advogado.

Culpa – O crime aconteceu na madrugada de 25 de junho de 2023, na casa de Rubia Joice, em Sete Quedas. O jogador teria invadido o quarto dela, depois de ver que ex-namorada foi embora de festa com Danilo, em Pindoty Porá, cidade paraguaia.

Em audiências à Justiça, Danilo Alves confessou ter matado e esquartejado Hugo Skulny, mas alegou que agiu para defender Rubia durante a briga, ocorrida na madrugada de 25 de junho de 2023, na casa da jovem.

Também disse que andava armado por segurança e que é hábito comum na fronteira.

O rapaz também acusou o amigo de Rubia, Cleiton Torres Vobeto, 22, conhecido como “Maninho”, dizendo que foi ideia dele o esquartejamento, depois que tentaram jogar o corpo no rio e perceberam que ele não afundaria.

Rubia Joice nega que tenha participação ativa no crime, dizendo que somente limpou o sangue da casa, sendo ameaçada por Danilo se o denunciasse. “Maninho” também alega ter agido sob ameaça. Foi o depoimento dele que levou a polícia ao local onde o corpo foi esquartejado.

Danilo Alves também continua preso.


Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias

Veja Também