A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

29/09/2011 23:50

Exame inocenta acusado de estupro que foi preso e morto

Paulo Fernandes

Acusado de ter estuprado a enteada que tem problemas mentais, Inácio Dias Miranda foi preso em 2010 e um ano depois assassinado, em Três Lagoas, na divisa com São Paulo. Mas um exame de DNA, que só ficou pronto nesta semana, mostrou que ele não havia violentado a menina.

A irmã de Inácio, Maria Aparecida Rodriguez, de 47 anos, afirmou ao site Rádio Caçula desconfiar que o assassinato tenha sido motivado por vingança, por conta do suposto estupro da vulnerável, que na verdade ele não cometeu.

O exame que ficou pronto na última terça-feira (27) mostra que as manchas de sangue encontradas não eram dele e nem da enteada. O exame de DNA havia sido pedido na época para determinar se Inácio cometeu o estupro.

Ele chegou a ser preso em 2010, acusado do crime. Em agosto deste ano, Inácio foi alvejado por cinco tiros na frente de casa e não resistiu aos ferimentos.

Mulher diz que esfaqueou marido para se defender de agressões
A mulher de 33 anos, que foi presa nesta quinta-feira (16) depois de esfaquear o marido de 29 anos, alegou que estava sendo agredida e, por isso, se ...
Mulher é presa após esfaquear marido no tórax durante discussão
Uma mulher de 33 anos foi presa pela Policia Militar após esfaquear seu marido, de 39, esta tarde (16) em Nova Andradina, cidade a 300 quilômetros de...


Dai o motivo da Santa Palavra:

Não julgueis e não sereis julgados...
Quem com ferro fere, com ferro será ferido...

E agora? Não se pode voltar atrás!

Que pensemos muito bem, pois prestaremos conta de cada juizo, e "justiça" que fizermos com nossas mãos.

Que Deus tenha Misericórdia de nós e desse inocente que perdeu seu maior bem "A VIDA".
 
Ana Cristina em 30/09/2011 09:32:30
O código dos direitos humanos diz o seguinte todo acusado é inocente perante a lei desde que se prove o contrário só que nesse caso a prova infelizmente demorou muito.
 
reginaldo pereira da silva em 30/09/2011 09:24:44
A família deve entrar no justiça contra o Estado que demorou demais para divulgar o resultado. Se todos procurassem seus Direitos, mesmo com a justiça de Preguiça para pobre, assim mesmo haveria mais responsabilidade profissional.
 
luiz alves pereira em 30/09/2011 06:48:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions