ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 14º

Interior

Família de colono executado na fronteira pagou resgate de R$ 1,6 milhão

Mesmo com pagamento, Helmut Ediger e dois empregados foram mortos a tiros e facadas em San Estanislao

Por Helio de Freitas, de Dourados | 23/11/2021 09:49
Policiais na região onde colono menonita e empregados foram sequestrados e mortos. (Foto: Última Hora)
Policiais na região onde colono menonita e empregados foram sequestrados e mortos. (Foto: Última Hora)

O colono menonita Helmut Ediger Friesen, 74, e dois de seus funcionários foram mortos por sequestradores mesmo com pagamento de resgate. Os três foram executados a tiros e golpes de faca ontem (22), na área rural de San Estanislao (Paraguai), a 130 quilômetros em linha reta do município de Paranhos (MS).

Especula-se que a família do cidadão de origem alemã tenha pago em guaranis (a moeda oficial do Paraguai) o equivalente a 1,6 milhão de reais. Policiais e promotores paraguaios que atuam no caso afirmam que os familiares foram enganados pelos sequestradores.

O diretor de investigações da Polícia Nacional, comissário César Silguero, disse que o sequestro de Helmul e de três empregados (um deles conseguiu escapar dos sequestradores) ocorreu por volta de 11h de ontem. Quatro horas depois, os familiares pagaram o resgate, mas as vítimas não foram libertas.

“Isso é o mais terrível desses bandidos. Levaram o dinheiro e mataram as vítimas. Estamos enviando a elite dos investigadores de Asunción [a capital paraguaia] para prender os responsáveis”, disse o comissário, em entrevista hoje à rádio ABC Cardinal.

Segundo o policial, dois sequestradores estão identificados. A polícia paraguaia não revelou se eles fazem parte de algum grupo guerrilheiro atuante naquela região. Além do EPP (Exército do Povo Paraguaio), ACA (Associação Campesina Armada) e outros grupos menores atuam na região, promovendo assaltos, sequestros e assassinatos.

Colono – Os corpos de Helmut e de dois dos três empregados levados com ele foram encontrados na propriedade do colono. Os outros dois mortos foram identificados como Rolando Dias Gonzales e o brasileiro Odair dos Santos.

Eder Cordeiro Machado, 18, conseguiu escapar dos sequestradores. Foi ele que apontou onde estavam os corpos e deu informações à polícia sobre o sequestro.

Em julho deste ano, Helmut já tinha sido feito de refém por criminosos encapuzados e fortemente armados, que invadiram a propriedade. Na ocasião, ele foi amarrado com fita adesiva e deixado à beira da estrada. O grupo fugiu levando dinheiro e um caminhão, encontrado incinerado horas depois.

Menonitas - Os menonitas surgiram após a Reforma Luterana (no século XVI), que causou divisão no cristianismo. O holandês Menno Simons é considerado o fundador do movimento.

Os menonitas vivem em comunidades e se dedicam a atividades agrícolas e pecuárias. Não usam telefone, internet e nem mesmo veículos motorizados. O meio de transporte é a carroça puxada por cavalos.

Nos siga no Google Notícias