ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Fazenda que deu origem a incêndio no Pantanal é multada em 19 milhões

De acordo com o MPMS, a Fazenda Santa Edwirges foi o ponto de origem do fogo que atingiu 65.690,12 hectares

Por Mylena Fraiha | 05/12/2023 15:26
Bombeiros em combate ao fogo em novembro no Pantanal, que destruiu 1 milhão de hectares do bioma (Foto: Divulgação)
Bombeiros em combate ao fogo em novembro no Pantanal, que destruiu 1 milhão de hectares do bioma (Foto: Divulgação)

O Nugeo (Núcleo de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto) do MPMS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) revelou que um dos grandes incêndios que assolaram o Pantanal em novembro deste ano teve início na Fazenda Santa Edwirges, situada na região da Nhecolândia, em Corumbá, a 419 km da Capital.

Por meio de monitoramento de satélites, o Nugeo constatou que o incêndio se alastrou por uma área significativa de 65.690,12 hectares, ocorrendo entre 05 de novembro de 2023 a 14 de novembro de 2023. Durante esse período, o incêndio afetou 69 imóveis rurais.

Nos autos do processo, a promotora de justiça Ana Rachel Nina aponta que esta ação contrariou a Portaria do Imasul (Instituto do Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul) n.º 1.281/2023, que suspendeu as autorizações ambientais de "Queima Controlada" até 31 de dezembro deste ano.

Durante a vistoria realizada pela PMA (Polícia Militar Ambiental), constatou-se que a fazenda encontrava-se abandonada. A proprietária da fazenda recebeu uma multa administrativa no valor de R$ 19 milhões.

A reportagem tentou contato com o MPMS e com a PMA para saber o andamento do processo. Entretanto, até o momento não obteve resposta. O espaço segue aberto.

Monitoramento - Desde a publicação da Portaria do Imasul, em julho deste ano, o Nugeo tem buscado acompanhar os incêndios florestais com o objetivo de identificar os focos iniciais de incêndios no Pantanal, em período proibitivo.

O núcleo de geoprocessamento também emite Laudos Técnicos de alerta imediato e os encaminha para a PMA (Polícia Militar Ambiental) verificar em campo os eventuais motivos da ignição. Posteriormente, os dados mapeados referentes aos incêndios serão inseridos no Sistema Pantanal em Alerta.

Queimadas - Conforme dados do Lasa/RJ (Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais), somente este ano, 1.292.575 hectares do Pantanal em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram consumidos pelo fogo.

O mês de novembro, marcado por uma "bolha de calor", registrou a maior parte dessas queimadas, sendo 584,9 mil hectares apenas no estado de Mato Grosso do Sul.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias