ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  16    CAMPO GRANDE 12º

Interior

Guarda noturno de hospital é suspeito de abusar sexualmente de duas pacientes

Por Aliny Mary Dias | 20/11/2013 11:08

Um guarda que trabalha na segurança do Hospital Municipal de Paranhos, a 469 quilômetros da Capital, está sendo procurado pela polícia depois de abusar sexualmente de duas indígenas que estavam internadas na unidade de saúde. O caso ocorreu na madrugada de hoje (20) e está sendo investigado pela Polícia Civil.

Conforme o depoimento das mulheres de 20 e 34 anos, as duas estavam internadas na Casa de Apoio Indígena, que fica no hospital da cidade, uma delas estava com uma fratura do fêmur.

Aparentemente alcoolizado, o guarda noturno Ramão Benites, de 64 anos, entrou na enfermaria onde as mulheres estavam internadas e começou a acariciar uma delas. A jovem de 20 anos foi obrigada a ficar quieta enquanto o guarda seguiu para a outra cama.

Depois de também acariciar o seio e as partes íntimas da outra mulher, uma delas gritou pedindo socorro e o guarda fugiu do local. Antes de ir embora, Ramão trancou o portão de acesso ao hospital.

O caso está sendo investigado pela delegacia de polícia de Paranhos e equipes da polícia estão em busca do guarda.

Nos siga no Google Notícias