A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019

04/05/2017 12:17

Homem assassinado foi visto caminhando com corrente presa ao pescoço

Ricardo Campos Jr.
Vítima tinha diversas perfurações na cabeça e no pescoço (Foto: JP News)Vítima tinha diversas perfurações na cabeça e no pescoço (Foto: JP News)

Alquimar da Silva Arcebispo, encontrado morto na manhã desta quinta-feira (4), foi visto por testemunhas caminhando pelas ruas de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, ensanguentado e com uma corrente enrolada no pescoço presa com um cadeado.

Segundo informações do site Rádio Caçula, o crime teria sido cometido em uma casa a 30 metros do ponto onde o corpo foi deixado, no bairro Santo André.

Policiais foram até o local e encontraram um chinelo que possivelmente pertencia à vítima, pano e pedaço de madeira sujos com sangue, que também foi localizado na entrada e no quintal do imóvel. Peritos constataram que os assassinos tentaram limpar a cena do crime.

A grama ao redor da residência estava amassada, indicando o caminho percorrido pelos suspeitos com o corpo. Pelo peso de Alquimar, estima-se que duas pessoas estejam envolvidas.

Os investigadores constataram ainda que o imóvel havia sido usado para o consumo de álcool e drogas. Vizinhos disseram que a vítima vivia no local com outros dois homens conhecidos apenas pelo primeiro nome: Edilson e Carlos.

Alquimar estava na calçada ao lado de um campo de futebol. Moradores entraram em contato com a polícia e com o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para informar o caso. O corpo tinha várias perfurações no pescoço e na cabeça, tendo sido encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.

O caso está sendo apurado pelo SIG (Serviço de Investigações Gerais) de Três Lagoas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions