A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

18/08/2019 11:31

Homem é sequestrado por bandidos armados com fuzil, 2º caso em 2 dias

Vendedor de joias foi cercado na rua por homens que estavam em uma Hilux branca e levado na frente da mãe e do pai

Helio de Freitas, de Dourados
Câmera de segurança gravou momento em que Toyota Hilux perseguia o Gol do vendedor de joias (Foto: Reprodução)Câmera de segurança gravou momento em que Toyota Hilux perseguia o Gol do vendedor de joias (Foto: Reprodução)
Roney Fernandes Romeiro foi sequestrado hoje em Ponta Porã (Foto: Direto das Ruas)Roney Fernandes Romeiro foi sequestrado hoje em Ponta Porã (Foto: Direto das Ruas)

O vendedor de joias Roney Fernandes Romeiro, 35, foi sequestrado na manhã deste domingo (18) em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. É o segundo caso de sequestro em dois dias na cidade, vizinha de Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Ele seguia em um Gol branco com o pai e a mãe quando foi perseguido e cercado por homens em uma caminhonete Toyota Hilux branca.

Um dos ocupantes da Hilux desceu com fuzil na mão, mandou Roney descer do carro e entrar na caminhonete. Em seguida os bandidos fugiram e deixaram os pais do rapaz no local com o carro.

Imagens de câmeras de segurança instaladas em frente ao Hotel Pousada do Bosque, na Avenida Presidente Vargas, centro da cidade, mostram o momento em que a Hilux sem placa persegue o Gol branco de Roney.

Na Polícia Civil, onde foi registrado o boletim de ocorrência, a mãe de Roney disse que na noite de ontem o vendedor tinha saído de casa para cobrar a dívida de uma cliente que havia comprado joias dele. Hoje de manhã, Roney contou para a mãe que teria agredido a mulher, identificada como Bruna. A reportagem apurou com moradores e fontes policiais da fronteira que Roney não possui ligações com o crime organizado.

Outro caso – No início da noite de sexta-feira (16), o operador de telemarketing e que também trabalhava como motorista de aplicativo Adolfo Gonçalves Camargo, 31, foi sequestrado em sua casa por homens armados com fuzis e logo em seguida encontrado esquartejado no distrito de Sanga Puitã, que fica a 15 km de Ponta Porã.

Até agora a polícia não tem pistas dos criminosos. Há suspeita de que Adolfo tenha sido sequestrado e morto por engano, ao ser confundido com outro homem, parecido com ele.

Veja abaixo as imagens do momento em que a Hilux perseguia o Gol:

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions