ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Homem que matou ex-prefeito é denunciado por 4 crimes

Só em relação ao assassinato de Dirceu Lanzarini, acusado por ficar até 30 anos preso

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 07/04/2020 21:47
Luiz Fernandes, o “Luiz Paraguaio”, de 54 anos. (Foto: Direto das Ruas)
Luiz Fernandes, o “Luiz Paraguaio”, de 54 anos. (Foto: Direto das Ruas)

O Ministério Público denunciou Luiz Fernandes, o “Luiz Paraguaio”, de 54 anos, por quatro crimes entre eles o homicídio qualificado do ex-prefeito de Rio Brilhante, Dirceu Lanzarini, de 62 anos, no último dia 24 de fevereiro.

Conforme a denúncia, Luiz Fernandes cometeu o crime mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e por motivo fútil. Ele também vai responder por tentativa de homicídio, com as mesmas qualificadoras, em relação ao genro do ex-prefeito, Kesley Aparecido Vieira Matricardi, de 33 anos, além de porte ilegal de arma e por posse ilegal de arma e munição.

A pena prevista pela denúncia do Ministério Público, só em relação ao assassinato de Dirceu Lanzarini, tem condenação que varia de 12 a 30 anos de prisão. Conforme o site A Gazeta News, Luiz está preso no EPAM (Estabelecimento Penal de Amambai) aguardando julgamento.

Ex-prefeito de Rio Brilhante assassinado, Dirceu Lanzarini. (Foto: A Gazeta News)
Ex-prefeito de Rio Brilhante assassinado, Dirceu Lanzarini. (Foto: A Gazeta News)

Execução - O crime aconteceu na manhã do dia 24 de fevereiro, mas Luiz fugiu e só se apresentou à polícia no dia 12 do mês de março acompanhado de um a advogado. Os crimes ocorreram na fazenda de Lanzarini, no município de Amambai, fronteira com o Paraguai.

Fernandes trabalhava há dez anos na propriedade e teria se desentendido com o patrão por causa dos valores de comissões sobre a lavoura. Lanzarini foi atingido na cabeça e morreu horas depois em Dourados. Kesley foi ferido no braço e de raspão no pescoço, mas sobreviveu.