A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

06/10/2016 15:18

Homem que matou desafeto na frente de boate foi morto por segurança

Segurança da boate se apresentou hoje à Polícia Civil e disse que atirou com uma pistola que teria caído da mão da outra vítima

Helio de Freitas, de Dourados
Saulo, que horas antes atirou em Cleiton, foi encontrado morto segunda de manhã (Foto: Sidnei Bronka/94 FM)Saulo, que horas antes atirou em Cleiton, foi encontrado morto segunda de manhã (Foto: Sidnei Bronka/94 FM)

Saulo Rafael Arzamendia, 39, encontrado morto na manhã de segunda-feira (3) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, e apontado como autor do assassinato de Cleiton Gonçalves Almeida, 33, em frente à boate Jangoo, na madrugada do mesmo dia, foi atingido por tiros disparados por um segurança da casa noturna.

A versão foi contada pelo próprio segurança, de 29 anos de idade e cujo nome ainda não foi revelado pela Polícia Civil. Na tarde de hoje (6), ele se apresentou na 1ª Delegacia de Polícia e confessou ter atirado em Saulo.

O segurança também apresentou a arma usada no crime, uma pistola de pequeno porte calibre 6.35. Segundo a versão dele, a arma era de Cleiton Almeida e teria caído no momento em que a primeira vítima tentava se defender de Saulo.

Ele afirmou que na madrugada de segunda-feira já tinha encerrado seu turno na boate e estava fumando em frente ao local quando viu Saulo atirando em Cleiton, que chegou a correr, mas caiu no canteiro central, onde levou mais tiros. Na versão do segurança, Cleiton estava com a arma, mas não teve tempo de atirar.

Ao ver a pistola no chão e o atirador fugindo após atirar em Cleiton, o segurança disse pegou a arma e fez dois disparos na direção de Saulo. Um tiro acertou o homem nas costas. Saulo se escondeu em frente a um escritório de advocacia próximo ao local e foi encontrado morto horas depois.

A história contada pelo segurança da boate não está de acordo com as imagens do sistema de segurança da boate entregues à polícia.

As imagens mostram Saulo se aproximando de Cleiton, onde faz o primeiro disparo, depois corre atrás da vítima até Cleiton cair no canteiro central, onde atira outras vezes.

Depois Saulo aparece fugindo, momento em que cai, se levanta e corre cambaleando. Agora a polícia vai investigar se as imagens foram editadas para cortar o trecho em que o segurança atira em Saulo.

Presos - Charles Junior Emídio Onofre, 27, e Ederson Batista Lopes, 32, detidos por seguranças da boate e entregues à Polícia Militar, continuam presos por suspeita de participação na morte de Cleiton.

Os dois eram amigos de Saulo. O revólver usado por Saulo para atirar em Cleiton foi encontrado com a dupla. Eles teriam pegado a arma que Saulo deixou cair ao fugir, mas não socorreram o amigo. Os dois se negaram a dar informações sobre os fatos.

Homem morre após ser atingido por tiros em frente de boate
Cleiton Gonçalves Almeida, 33, foi morto a tiros em frente da boate Jangoo por volta de 02h40 desta segunda-feira (3). Dois homens suspeitos de comet...
Homem é assassinado com três tiros em frente a uma casa noturna
Homem de 37 foi morto com três tiros, um no abdômen e dois no pescoço, na noite de sábado (20) em frente a uma casa noturna, localizada no Jardim Car...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions