A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

05/03/2019 14:39

Idoso e pessoa com deficiência podem procurar Cras para gratuidade em viagem

Hoje, 98 mil já têm benefício e interessados, que se encaixam no público alvo, precisam apresentar documentação

Mayara Bueno
Passageiros no saguão da rodoviária de Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo).Passageiros no saguão da rodoviária de Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo).

Pessoas com deficiência e idosos com renda familiar até dois salários mínimos podem aderir à gratuidade nas viagens entre cidades de Mato Grosso do Sul. Segundo o Governo do Estado, hoje, 98 mil são beneficiados.

Para obter o benefício, a pessoa precisa ir ao Cras (Centro de Referência de Assistência Social) com RG, CPF, comprovantes de renda e residência, no caso do idoso.

A pessoa com deficiência deve levar os documentos citados, mas também documentação dos responsáveis se tiver menos de 18 anos, exame de audiometria, se for deficiente auditivo e atestado de avaliação médica da equipe multiprofissional do SUS (Sistema Único de Saúde).

A partir da emissão, a carteira do beneficiário tem validade de quatro anos. A renovação ocorre de forma gradual, sempre no mês anterior ao vencimento do documento.

Os idosos e pessoas com deficiência têm dois assentos em ônibus e um assento em micro-ônibus com 100% de descontos.

Para os idosos, quando as duas gratuidades de 100% já estiverem sendo utilizadas em determinada viagem, os portadores da carteira podem obter o desconto de 50% sobre o valor da passagem, limitado a duas passagens por ônibus ou um assento em micro-ônibus.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions