A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

08/07/2019 14:32

Índios suspeitam de ato criminoso em incêndio que destruiu casa de reza

Homem teria sido visto deixando local correndo; em seguida, chamas tomaram conta e destruíram casa feita de madeira e sapé

Helio de Freitas, de Dourados
Casa de reza da aldeia Jaguapiru foi destruída por incêndio nesta segunda-feira (Foto: Direto das Ruas)Casa de reza da aldeia Jaguapiru foi destruída por incêndio nesta segunda-feira (Foto: Direto das Ruas)

Índios da aldeia Jaguapiru suspeitam de ato criminoso no incêndio que destruiu a principal casa de reza da reserva de Dourados, a 233 km de Campo Grande, na manhã desta segunda-feira (8). Um homem ainda não identificado teria invadido o local e ateado fogo.

O próprio líder espiritual da comunidade e dono da casa de reza, o cacique Getulio de Oliveira, disse ter visto o desconhecido correndo do local.

Dois netos pequenos do cacique brincavam no local e conseguiram sair antes das chamas tomarem conta da casa. Um deles contou às pessoas que estavam na aldeia que sentiu a cabeça esquentar quando o fogo já devorava a cobertura de capim sapé e taquara.

O 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Dourados mandou equipe ao local para fazer o resfriamento e rescaldo, pois o incêndio já tinha destruído a casa de reza. A equipe ainda controlou princípio de incêndio de uma casa vizinha, atingida pelo fogo.

Pessoas ligadas ao cacique Getulio de Oliveira informaram que um boletim de ocorrência será registrado na Polícia Civil.

Espaço sagrado para os Guarani-Kaiowá, a casa é onde acontecem atividades religiosas, com práticas de cânticos, rezas e danças.

Nos últimos anos, com a expansão das igrejas evangélicas na reserva de 17 mil habitantes, as casas de reza perderam frequentadores, mas ainda representam a resistência da cultura tradicional indígena.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions