A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

16/01/2019 11:38

Investigada por tramar atentado não é alvo da Operação Themis, diz defesa

Defesa de Maika Nunes admitiu primeiro inquérito do Gaeco, mas nega envolvimento de cliente com o tráfico de drogas

Danielle Valentim
Maika Nunes quando conseguiu habeas corpus; Ela havia sido presa por tramar atentado contra promotora de MS. (Foto: JP News)Maika Nunes quando conseguiu habeas corpus; Ela havia sido presa por tramar atentado contra promotora de MS. (Foto: JP News)

A defesa da blogueira Maika Nunes investigada por tramar atentado contra uma promotora de Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande, nega o envolvimento da cliente com o tráfico de drogas. Ela também estaria sob investigação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) na Operação Themis, deflagrada nesta semana em três cidades de Mato Grosso do Sul.

O advogado Rafael Givago Brito, disse durante entrevista ao jornal "RCN Notícias", nesta quarta-feira (16), que a associação de Maika Nunes à nova investigação “causou estranheza".

Ele afirma que o crime estaria relacionado a uma amiga de Maika e que o próprio Gaeco entendeu que a mulher seria inocente, neste aspecto. “O que houve foi o fato de que a Maika aceitou ajuda de uma pessoa ligada ao meio político local, mas que também estaria ligada ao tráfico de drogas. Entretanto, a Maika nem chegou a receber a ajuda dessa pessoa” disse.

Para Rafael Givago, o caso está encerrado. “O Gaeco investiga, sim, a questão da suposta trama de atentado, mas, em relação ao tráfico está tudo tranquilo e não há outro mandado de prisão. Há muito fake news em relação a Maika”, finalizou.

Prisões - Duas pessoas foram presas em Três Lagoas durante a Operação Themis na última segunda-feira (14). Os alvos do Gaeco foram levados a 3ª DP (Delegacia de Polícia) da cidade.

A “tropa de elite” do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), junto com o Batalhão de Choque, a Corregedoria da PM (Polícia Militar) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), foi às ruas de três cidades para cumprir 3 mandados de prisão e 17 de busca e apreensão.

A Operação Themis investiga crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e coação em processo judicial. Os mandados foram cumpridos em Três Lagoas, Ponta Porã e Campo Grande.
Themis, na mitologia grega, é a deusa da Justiça.

Mulher presa após perder a guarda dos filhos tramava atentado contra promotor
Presa no último sábado (12), em cumprimento a um mandado de prisão por ameaça, Maika Luzia Gomes Romão de Almeida, de 21 anos, e comparsas, planejava...
Jovem perde guarda dos filhos, faz ameaças e é presa na véspera do Dia das Mães
Depois de perder a guarda de três filhos, Maika Luzia Gomes Romão de Almeida, de 21 anos, foi presa na manhã deste sábado (12), véspera do Dia das Mã...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions