ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Irmãs que decodificam sinal de alarme levaram R$ 21 mil em celulares de shopping

Além das irmãs, outra mulher também foi indiciada pelo crime que ocorreu no dia 30 de julho, no interior

Por Bruna Marques | 20/12/2023 09:15


Três mulheres, sendo duas irmãs, foram indiciadas pelo crime de furto qualificado, após invadirem uma loja do Shopping Avenida Center e levarem R$ 21 mil em celulares. Os fatos ocorreram no dia 30 de julho, em Dourados, distante 251 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a Polícia Civil, as mulheres entraram na loja no momento em que os funcionários fecharam o comércio. Elas usaram um dispositivo para abrir a porta da loja, clonando o controle eletrônico. Após o crime, elas fugiram.

O fato chegou ao conhecimento da equipe de policiais da 2º DP de Dourados e os investigadores deram início às diligências. No local, a perícia identificou vestígios compatíveis com a identificação de uma das mulheres, 29 anos, natural do estado de São Paulo.

A polícia descobriu que ela faz parte de uma quadrilha especializada em furtos a comércios, que atua no estado paulista. Durante as investigações, ficou constatado que as criminosas já haviam realizado outro crime, no dia 7 de julho, no shopping Umuarama, município do Paraná.

Na ocasião, elas fugiram levando notebooks, tabletes, aparelhos celulares, videogame, controle e outros aparelhos eletrônicos. Em junho, as três mulheres furtaram uma loja no Shopping Norte Sul Plaza, em Campo Grande. Elas levaram R$ 35 mil em objetos.

Mediante a troca de informações com a Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) e a Polícia Civil de Umuarama, foi possível confirmar através de imagens de câmera de segurança o envolvimento das mulheres nos crimes.

O delegado responsável pelo caso representou pela prisão preventiva das suspeitas e o pedido foi aceito pelo juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Dourados.

As mulheres ainda não foram localizadas. Informações são de que elas fugiram para São Paulo. As duas irmãs já estavam com mandado de prisão preventiva em aberto, em decorrência do furto que cometeram em Campo Grande.

Irmãs do crime - Consideradas foragidas, as irmãs Juma Yara de Souza Silva, Maria Aparecida de Souza Silva e Maria Eduarda de Souza Silva são procuradas pela Polícia Civil e já têm passagens por diversas cidades do Brasil. Conforme a Polícia Civil em Mato Grosso do Sul, elas já agiram este ano em Marília (SP); Paraná; Porto Alegre (RS) e Olímpia (SP). De ônibus, o trio viaja às cidades, hospeda-se por três ou quatro dias em apartamentos alugados via aplicativo e, nos primeiros dias, visita shoppings e identifica lojas que vendem produtos de alto valor e que possuem portas de fechamento por controle remoto.

Juma Yara de Souza Silva, Maria Aparecida de Souza Silva e Maria Eduarda de Souza Silva estiveram em Campo Grande entre os dias 15 e 17 de junho e, segundo a Derf, todos os passos delas foram refeitos através de câmeras de segurança.

Modus operandi - As irmãs esperam o fechamento da loja alvo, se aproximam do local enquanto funcionário usa controle remoto para fechar as portas e decodificam o sinal do equipamento. Logo após, abrem a loja novamente, fazem o furto e saem levando o que querem.

Fotos das foragidas divulgadas pela Polícia Civil. (Foto: Divulgação)
Fotos das foragidas divulgadas pela Polícia Civil. (Foto: Divulgação)

Qualquer informação do paradeiro das três pode ser informado à polícia pelos números: (67) 3368-6600, (67) 3424-5633 ou Whatsapp (67) 99986-0295.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias