ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Marinha vai apurar causas de acidente entre embarcações que provocou morte

O acidente aconteceu por volta das 13h40 de sábado, no encontro dos Rios Miranda e Aquidauana

Por Mariana Rodrigues | 03/05/2021 12:10
Carlos Américo Duarte, 59 anos, à frente na imagem, morreu no último sábado (1º), após seu barco ser atingido por uma lancha. (Foto: Tempo MS News)
Carlos Américo Duarte, 59 anos, à frente na imagem, morreu no último sábado (1º), após seu barco ser atingido por uma lancha. (Foto: Tempo MS News)

A Marinha vai investigar as causas e responsabilidade do acidente que provocou a morte de Carlos Américo Duarte, 59 anos. A colisão ocorreu no último sábado (1º), no encontro dos rios Miranda e Aquidauana.

Conforme nota divulgada pela CFPN (Capitania Fluvial do Pantanal), a organização militar subordinada ao Comando do 6ºDistrito Naval tomou conhecimento do acidente no mesmo dia.  Assim que chegou ao local, a Capitania do Pantanal confirmou a morte de Carlos Américo e que outras duas pessoas ficaram feridas.

Em nota, a Marinha do Brasil lamentou o ocorrido e se solidarizou com a família da vítima. Ainda em nota disse que as causas e “responsabilidades do acidente, sob o ponto de vista da Autoridade Marítima, serão apuradas em Inquérito Administrativo”.

Além de Carlos, o filho dele e uma terceira pessoa também estavam na lancha. Elas ficaram feridas e precisaram de atendimento médico.

Nivaldo Thiago Filho de Souza, condutor da lancha que causou o acidente, foi ouvido pela polícia, mas liberado logo em seguida, mesmo sem ter habilitação para conduzir o barco.

Quando foi abordado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), enquanto deixava a região depois de causar o acidente, o rapaz também admitiu que havia bebido, mas não quis fazer o teste do bafômetro, segundo apurado.



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário